Proteja seu jardim das ervas daninhas

Quem nunca enfrentou
problemas com as famosas ervas daninhas no seu gramado, não é mesmo? Essas
plantas que crescem de forma indesejada, prejudicam a beleza do paisagismo, e,
além disso, ainda acabam competindo por nutrientes, água e luz com as outras
plantas. Para que você não perca mais tempo tentando eliminá-las, preparamos
algumas dicas que vão lhe facilitar a manutenção.

 


As ervas daninhas
geralmente germinam em trechos pouco cultivados ou pouco desenvolvidos nos
gramados. Como costumam a ser mais resistentes e a se multiplicar
com mais rapidez, afetam o crescimento das outras plantas. Algumas inclusive
até comprometem a saúde do jardim, porque hospedam pragas e doenças.

 

Você sabia que elas podem vir através de agentes polinizadores, como
insetos, pássaros e até o vento, na forma de sementes ou bulbos? Ou ainda,
podem já estar incubadas no solo e crescer à medida que as condições ambientais
permitam?

 

A melhor forma de evitar é sempre a prevenção. Para isso, você pode
fazer uso da adubação orgânica e de inseticidas também orgânicos que ajuda a
prevenir a infestação, já que mantém o solo saudável e as plantas resistentes a
pragas e doenças. Outra ideia é fazer uma rotação de culturas e variar o
espaçamento entre as plantas, pois espaços vazios e sombrios são os mais
visados.

 


O método de controle mais usado ainda é
o manual: com uma ferramenta pontuda retiram-se as pragas pelas camadas mais estruturais
da raiz, abaixo da camada superficial da terra. Mas, se o caso for mais grave,
é indicado procurar um engenheiro agrônomo, paisagista ou jardineiro para o uso
de herbicidas. É bom que fique claro que com o passar do tempo, se as plantas
daninhas não forem eliminadas, o jardim todo pode morrer. Por isso, tenha
cuidado com essas pragas!

E você também enfrenta esse problema? Conte para nós como
você faz para eliminar as ervas daninhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *