Conheça os encantos da Rosa do Deserto.

 Ela possui diversos admiradores e colecionadores ao redor
do mundo devido ao seu aspecto escultural e sua floração exuberante. Originária
do sul da África e da Península Arábica, a “Rosa do Deserto” faz
parte da família Apocynaceae e
cientificamente é conhecida como Adenium
Obesum
.

Por ser uma planta delicada, ela inspira maiores
cuidados. Dependendo da região do país e estação, ela deve ser regada de uma
vez ao dia até uma vez por mês. Ela não suporta temperaturas extremas, por
isso, durante o inverno, é necessário ser cultivada em estufas com temperaturas
superiores a 15ºC.

Para lhe ajudar no cultivo dessa belíssima planta,
separamos algumas dicas de cuidados importantes:

Ambiente – Mantenha a Rosa do Deserto em local
ensolarado o dia todo. Como o próprio nome sugere, ela é uma planta que se
adapta bem em locais de baixa umidade. Uma dica para manter a terra mais quente
é colocar algumas pedras brancas sobre o vaso, isso ajuda a manter o calor na
raiz da planta.

Rega – Durante a fase de germinação e crescimento, a
rega deve ocorrer quando necessário, o ideal é manter a terra sempre levemente
úmida. Já na fase adulta, ela exige menos água. Em semanas sem chuva, deve-se
regar pelo menos duas vezes por semana. Após os dois anos, uma vez por semana é
suficiente.

Vasos –

Vasos baixos e bacias de até 25 cm são os
recipientes ideais para cultivar essa espécie.


Ela é uma espécie duradoura, quando bem cuidada, e por
ser tão vistosa, é digna de um espaço de destaque no jardim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *