Áreas de nascentes: como protegê-las


Nascente do Rio Jequitinhonha (Serro-MG), Brasil.

Nos lugares onde existem vertentes de água, se faz necessária a preservação da vegetação existente, para prover, aos poucos e com regularidade, o aprovisionamento do lençol freático.

As nascentes são os berços que dão origem aos rios, córregos e reservatórios. Sua preservação ou recuperação não deve atender apenas as legislações vigentes, mas, sobretudo, a necessidade de esta e das futuras gerações que sempre dependerão da água para viver. Nada deve ser desmatado nem muito menos construído em um raio de 50 m.

1° Para recuperar uma área de nascente é fundamental usar vegetação nativa da região.

2° Construir cercas impedindo a entrada de animais é necessário, para manter a qualidade da água e o livre crescimento de árvores e arbustos.

3° Proteger ou restaurar uma nascente é um processo lento e deve ser visto como algo a ser feito a médio e longo prazo.

4° A escolha das espécies deve levar em conta a fauna local; espécies frutíferas e melíferas devem ser contempladas.

5° não devem ser plantadas próximo das nascentes, pinus ou leucenas, já que impedem o desenvolvimento de espécies nativas.

Autor: Raul Cânovas
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *