Uso medicinal do gengibre

Uso medicinal do gengibre

A planta Zingiber officinale, mais conhecida como gengibre, pertence à família Zingiberaceae e é originária da ilha de Java. Essa especiaria foi levada para a Europa durante as cruzadas e foi se propagando por todo continente, até chegar ao Brasil pelos portugueses no século XVI.

Ela pode medir até um metro de altura e possui folhas verde-escuras, caule grosso e subterrâneo. O rizoma, seu caule subterrâneo, pode ser utilizado na culinária, no preparo de temperos, molhos e também consumidos em sua forma crua.

O gengibre está entre as plantas medicinais mais antigas e populares do mundo. Sua composição traz nutrientes essênciais como potássio, magnésio, cobre e vitamina B6. O seu óleo é rico em zingerona, zingibereno, felandreno e canfeno, que quando ingeridos, podem trazer qualidades terapêuticas ao nosso corpo. Confira suas qualidades e propriedades curativas.

Resfriados e gripes

Uma colher pequena de gengibre e mel pode ajudar na tosse persistente e na dor de garganta. O seu chá é um ótimo descongestionante para a garganta e nariz. Por causa das propriedades anti-histamínicas presentes no gengibre, ele inibe a contração das vias aéreas, estimulando a secreção de muco.

Anti-inflamatório

Os gingeróis – os princípios ativos do rizoma- são potentes anti-inflamatórios e ajudam nas dores musculares, dor nas costas e artrite.

Sistema digestivo

Por ser um alimento termogênico, o gengibre aumenta a temperatura corporal e acelera o metabolismo, promovendo a queima de gorduras e toxinas do organismo. Cru ou em chá, ele é um excelente remédio para náuseas e vômitos.

Pressão arterial

As lipoproteínas de baixa densidade e o colesterol podem entupir nossos vasos sanguíneos, elevando a pressão arterial. Os ativos presentes no gengibre ajudam na diminuição de nível do colesterol e promovem uma ação anti-hipertensiva no organismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *