Margarida: como cuidar e cultivar essa linda flor

Margarida: como cuidar e cultivar essa linda flor

Elas são belas e exigem poucos cuidados. Que tal dar uma chance para as margaridas? Flor do “mal-me-quer, bem-me-quer”, a Bellis perennis tem o ciclo de vida perene e origem da Europa.

Como cultivar margaridas?

As margaridas são uma das espécies que menos exigem cuidados, por isso é uma das melhores opções de flores para jardineiros iniciantes. Podem ser cultivadas em vasos ou canteiros no jardim. Essa espécie pode ser plantada a partir de sementes ou mudas compradas prontas para serem transplantadas para o solo.

O local que irá receber as margaridas deve ser preparado com uma mistura de material orgânico com adição de um fortificante a base de fósforo. Além disso, o solo deve ser altamente drenável, para não haver acúmulo de água.

Se a margarida for cultivada em vaso, escolha um com furo, para que o solo não fique encharcado, evitando assim o apodrecimento do caule.

Sol e rega para margaridas

Elas exigem raios de sol pelo menos em uma parte do dia. A planta não gosta muito de frio, por isso em casos de geadas, elas devem ser protegidas. A rega deve ser feita pelo menos uma vez ao dia, mas, deve-se tomar cuidado para não encharcar o solo, pois água em demasia favorece o surgimento de fungos nocivos à planta. Evite também de fazer a rega nos horários mais quentes do dia, faça pelo início da manhã ou no final do dia.

Poda e cuidados gerais

As podas devem ser realizadas entre junho e agosto e sempre com tesouras afiadas e na diagonal dos galhos e folhas. Retire as folhas secas conforme as plantas vão crescendo.
Para manter as flores sempre saudáveis e belas, é indicado após a floração, fazer o replantio das margaridas em outros vasos ou canteiros, cujo solo foi preparado com os mesmos substratos utilizados para o plantio da margarida.

E você, já tem essa flor no seu jardim? Conta pra gente!

Um comentário
  1. Tenho a Dayse mas suas estão morrendo o que fazer ela tem um emocional

    1. Olá, Denise! Não entendemos a sua pergunta. Se quiser, pode nos chamar via Inbox do Facebook ou Instagram para tirar suas dúvidas!

  2. Moro no R.J. por aqui por perto em outro bairro,vi no jardim da frente da casa muitas margaridas grandes branca lindas ,mas eu semeei mas so nasceu folhas e mais nada. O que esta faltando p/ dá certo? Ou será que o pessoal dessa casa trouxeram a muda já pega de outra regiao que essa planta se adapta bem e aqui no R.J elas nao florescem só se enchem de folhas? Qual semente dará mais certo?

    1. Olá, Maria Izabel! As margaridas costumam florescer cerca de dois meses após o semeio, pelo menos. É importante plantar em terra adubada e realizar adubações regulares ao longo do ciclo. Lembre também de regar, para evitar que as plantas tenham algum estresse hídrico.
      Sobre as sementes, você pode consultar na embalagem, qual o ciclo previsto para florescer, assim você pode escolher as próximas flores pela época preferencial de semeio e também planejar a época de florescimento.

  3. Eu plantei algumas mudas junto a casa, num local que pega sol o dia todo e sempre as rego no fim de tarde. Mas queria saber como faço para que elas fiquem baixinhas (tipo uns 30/40cm de altura) pois elas estão muito compridas e parece que tem mais mato do que flor, apesar de que tem muitas!
    Obs: há algumas semanas eu colhi todas as flores cortando pelo caule numa altura que ficassem baixas, mas já estão na mesma altura de antes novamente.

    1. Olá, Luana! Elas tendem a crescer uns 15 cm após a poda e podem florescer novamente, em algumas semanas. Por mais que cortamos, elas voltam a crescer, pois é natural que a planta siga emitindo novas folhas e ramos. Para manter ela baixinha, é preciso seguir podando, mas neste caso, podemos tirar muita força da planta, então é importante cuidar da adubação. Recomendamos que você adube o local pelo menos a cada 30 ou 45 dias, repondo os nutrientes que a planta precisa para se manter forte e produtiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *