Flores comestíveis

O hábito de utilizar flores na culinária vem de muito longe: já na Idade Média há registros de flores decorando os pratos. Os romanos, conta-se, cultivavam rosas e violetas para empregá-las na cozinha. De acordo com especialistas, 90% das flores são comestíveis, mas muitas são tóxicas. Por isso, é necessário muito cuidado na hora de selecionar as espécies. Separamos algumas sugestões para você. Na hora da compra, opte por plantas orgânicas:

Cravina: cai bem em saladas e geléias, podendo ser misturada ao açúcar para o preparo de bolos. Parente do cravo, que NÃO É COMESTÍVEL.

Crédito: olhares.sapo.pt

Capuchinho: ótima opção para saladas, cujo sabor lembra o agrião.

Crédito: mundodeflores

Amor perfeito: perfeito para qualquer prato, devido ao sabor suave.

Crédito: beifiur.com.br

Flor-de-mel: aroma intenso de mel combina com peixes e carnes e também com a sobremesa.

Crédito: Beifiur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *