Como cultivar jiboia-prateada

Como cultivar jiboia-prateada

A Scindapsus pictus, mais conhecida pelos nomes de jiboia-prateada ou potos-cetim, vem da família araceae e faz parte da categoria de folhagens. É originária do sul da Ásia, mais precisamente na Indonésia, e pode chegar a até 10 metros de tamanho. Que conhecer um pouquinho mais sobre essa planta? Continue lendo este post!

A jiboia-prateada possui folhas simples, de cor verde com alguns pontos irregulares em prata e verde-claro. É perfeita para ambientes internos, gosta de ficar próxima de janelas e varandas que recebam uma ótima claridade.

Como cuidar da jiboia-prateada

A jiboia-prateada é uma planta que gosta de claridade intensa, mas não sol direto. É possível cultivá-la em áreas externas, mas é necessário que a planta tenha um suporte para subir ou algo para se prender de alguma forma, como um suporte de madeira.

Seu solo deve ser fértil e rico em matéria orgânica, mantido sempre úmido – mas nunca encharcado. No verão e na primavera, as adubações mensais são recomendáveis, assim como borrifar nas folhas água fresca, além de molhar a terra. Se cultivada da forma correta, nessas estações podem-se encontrar até mesmo flores branquinhas no meio dos caules.

No inverno, as regas devem diminuir, para evitar que as raízes da planta apodreçam e suas folhas fiquem amareladas. Não tolera o frio intenso e as geadas.

Como obter mudas de jiboia-prateada

Para reproduzi-la, é importante retirar pedaços de caule com a raiz ou podar suas ponteiras, que crescem facilmente em solo misturado com areia e matéria orgânica. Mantenha o solo úmido e adube uma vez por mês, evitando o cálcio, pois é uma planta que prefere o solo ácido.

Você gostou de conhecer mais sobre a jiboia-prateada? Fique sempre por dentro das novidades e dicas no portal Jardim das Ideias STIHL. Coloque suas dúvidas nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *