Tiririca: conheça mais sobre essa espécie e como combatê-la

Tiririca: conheça mais sobre essa espécie e como combatê-la
Com nome científico Cyperus rotundus, a Tiririca é uma planta herbácea da família Cyperaceae e também é conhecida como Capim-dandá, Junça, Tiririca-do-brejo, Hamassuguê, Cebolinha, Erva-côco, Junça-aromática, Tiririca-comum e Amanhã-tô-aqui.
Sua origem é asiática, mas atualmente ela se encontra em praticamente todas as regiões tropicais e subtropicais do planeta. Altamente resistente, é uma erva daninha que pode facilmente tomar conta do seu jardim. Para aprender a eliminar essa praga do seu gramado, continue lendo esse post 😉
As sementes da Cyperus rotundus costumam ser trazidas tanto pelo vento quanto por aves. Ao notar que elas estão crescendo nos seus cantinhos verdes você pode tomar algumas medidas:
1. Remover a planta com as próprias mãos
Ao identificar a tiririca no seu gramado, você pode removê-la com as mãos, contando com a ajuda de uma pazinha ou luvas. Tome cuidado para tirar toda a raiz – que pode chegar a 50 centímetros de profundidade. Após, descarte a planta no lixo para que ela não volte a crescer.
2. Apostar em alternativas orgânicas
Uma dica bastante popular é cobrir o gramado com açúcar. Esse processo deve ser feito na primavera, época em que a Cyperus rotundus começa a brotar. Borrife o jardim com água, aplique o açúcar em linhas retas e molhe novamente o espaço. O indicado é que você repita mais duas vezes o procedimento ao longo da estação.
3. Utilizar herbicidas específicos 
É possível comprar os herbicidas em floriculturas e grandes lojas de materiais de construção. Os mais apropriados são os que contêm MSMA. Para um trabalho eficaz, aplique o produto químico na tiririca quando ela estiver em fase de crescimento.
Curiosidade: é possível utilizar a tiririca para fazer um hormônio enraizador. Confira mais no episódio 5 da série Jardim das Ideias: https://youtu.be/lLYqjJ7oS1E
Esse artigo ajudou você? Então não se esqueça de curtir e compartilhar. Até a próxima!
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *