Pergunta de Leticia Leoni

Nome: Leticia Leoni
Cidade: Curitiba – AC
Pergunta: Boa Noite Raul.

por favor, niguém consegue me responder por que a Arália Elegante, possui tanta praga (cochonilha), eu pulverizo com todo o tipo de veneno (para elas é claro), pois são naturais, cinza, água com fumo, um industrial, que no momento não lembro o nome, eficaz por um tempo, não demora muito, lá estão as ditas, nos galhos, folhas, é um horror, e olha que a Arália está dentro de casa, de onde vem estas pragas e como posso acabar definitivamente com elas?

Obrigada Raul,

Leticia



Resposta:

Olá Letícia,

 

Uma boa pergunta a sua, vamos ver se consigo responder.

 

As cochonilhas de carapaça, uma vez estabelecidas, tornam-se imóveis, fixando-se na superfície das folhas de sua arália, formando colônias e sugando a seiva delas. Expelem um líquido açucarado que favorece o aparecimento da fumagina que, com o tempo, acaba por recobrir as folhas e os galhos da planta, dificultando a respiração e a fotossíntese. Elas são gregárias, portanto nunca estão sozinhas. Onde vemos uma seguramente existem outras, ocultas nas axilas das folhas ou em outros lugares de difícil percepção.

 

Essa cochonilha, também conhecida como cabeça de prego, é facilmente combatida e controlada com óleo mineral, vegetal ou de peixe (este último tem se mostrado eficaz no controle de pragas) a 1% ou seja, uma parte de óleo e cem de água. Também pode fazer o seguinte: esquente 1 litro de água e adicione 1 colher de sabão em pó e 1 colher de querosene, misture bem. Uma vez fria pulverize a arália com esta solução.

 

Por último deixo uma advertência: as pragas e doenças são disseminadas por nós mesmos, levando sem querer, é claro, na nossa roupa, nas ferramentas ou até nas verduras que levamos para nossa alimentação: esporos, ovos, solo contaminado e outros vetores que encontram condições favoráveis para se reproduzir. Por isso Letícia, acabar definitivamente com as pragas é impossível. Precisamos conviver com elas controlando-as.

Abraço.

Data da pergunta: 21/06/2010 0:29:55

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *