Pergunta de Gesron Soares

Nome: Gesron Soares
Cidade: Ubatuba – SP
Pergunta: Tenho uma área de 600m2, onde plantei grama esmeralda. Mas acontece que o local tem solo pedregoso e em algumas partes a grama ainda luta para nascer. O pior é que justamente onde a graminha nasceu e está bonita, vieram também as plantas daninhas; mimosa pudica (ou malícia, dormideira) e a desmodium incanum (carrapicho). Rocei o terreno no final de dezembro, mas 15 dias depois lá estavam elas novamente. No início de janeiro arranquei com as mãos várias raízes, mas são muitas, quase impossível sem ajuda. Vocês poderiam me indicar algum herbicida ou me ajudar?



Resposta: Olá, tudo bom?

Primeiramente devemos entender que nas regiões onde o solo é pedregoso terás problema para o crescimento da grama, de maneira que poderás ter uma dificuldade em “fechar o gramado”. Outros aspectos que deves ter em mente é a origem desse gramado, se plantastes sementes, mudas ou leivas. Deves certificar-te da procedência e se o mesmo não foi adquirido com ervas daninhas, bem como se anteriormente ao plantio não havia no terreno essas invasoras. Digo isso para te sugerir um preparo anterior ao plantio, uma vez que isso pode ser mais eficiente e dar resultados mais rápidos e prolongados para o seu gramado.

Um dos principais problemas e situações que causam dor de cabeça no plantio de grama é o mau preparo do terreno. Nessa etapa é quando se pode dizer se o gramado terá uma aparência boa ou não. É importante remover pedras e entulhos, revolver ou até retirar o solo com uma profundidade de no mínimo 10 cm, para que elimine-se ervas daninhas. Também é interessante fazer uma boa adubação inicial e acrescentar terra limpa. 

Cuide na rega! No verão duas vezes ao dia e no inverno 1 vez (se não chover muito, caso contrario pode ser 2 vezes por semana). 
Deve-se aparar as gramas em torno de 16 vezes por ano, sendo aconselhável manter uma altura mínima de 2,5 cm. Outra dica é adubar pelo menos uma vez ao ano, com auxilio de um profissional. 

OBS:Os herbicidas podem ser prejudiciais ao gramado e em muitas vezes podem não proporcionar o efeito desejado.  
 
Espero ter ajudado.
Fágner Henrique Heldt
Biólogo
Data da pergunta: 19/01/2015 19:44:47

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *