O miolo da minha pata-de-elefante apodreceu e caiu. O que faço?

O miolo da minha pata-de-elefante apodreceu e caiu. O que faço?

Nome: Maria Teresa

Pergunta:
O miolo da minha pata-de-elefante apodreceu e caiu. As folhas já estavam bem murchas e amareladas. O que devo fazer para recuperá-la?

Resposta:
Olá, tudo bem?
Neste primeiro momento é fundamental entender o que levou a planta a chegar neste estado. Diferentes fatores podem ter causado este dano, desde falha no manejo, luz insuficiente, irrigação excessiva ou até a infecção de alguma doença. Escolha um local bem arejado e iluminado para posicionar a planta, onde pegue sol todos os dias por poucas horas do dia, para que as novas folhas cresçam saudáveis. Faça uma reforma no vaso, colocando um substrato com boa drenagem (pode usar misturas de terra com areia ou fibras vegetais como a fibra de coco). Limpe a planta, podando folhas e raízes danificadas. Regue todos os dias, porém sem encharcar a terra, com quantidade moderada de água. Depois de 20 dias, faça a adubação da terra, com adubo diluído em água (de preferência diluir mais do que o recomendado, para não queimar as raízes da planta). Siga cuidando e monitorando como ela vai reagir. Passados 30 dias, pode espaçar as regas, mantendo a mesma quantidade, porém aumentando o período de tempo entre uma rega e outra. Em dias mais quentes, regar mais, sempre na terra.

Esperamos ter ajudado!

Um abraço,
Equipe Jardim das Ideias

*colaborou com a resposta a engenheira agrônoma Vânia Chassot Angeli

Um comentário
  1. Minha pata de elefante caiu todas folhas. Deixei no mesmo vaso. Cortei um pedaço do caule para ver se brotava. Mas não brotou.
    Será que se eu cortar mais um pedaço do caule talvez brote de novo?

    1. Olá, Elizabeth. Após a cicatrização decorrente do corte, a planta pode levar cerca de 3 a 12 meses pare rebrotar. Vale cuidar para não encharcar demais a terra, para evitar que ela apodreça. Mantenha a planta em local bem iluminado, com sol fraco.
      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Jardim das Ideias STIHL
      *colaborou com a resposta a engenheira agrônoma Vânia Chassot Angeli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *