Ações para ajudar a conservar a Amazônia

Ações para ajudar a conservar a Amazônia

Foto: Paulo Backes

De acordo com a organização WWF-Brasil, a Amazônia é um dos patrimônios naturais mais valiosos e importantes de toda a humanidade. É a maior reserva natural do planeta e o dia 05 de setembro foi o escolhido para trazer ainda mais atenção para a floresta tropical amazônica. No Dia da Amazônia, confira os conselhos de Lara Lutzenberger, ambientalista e Presidente da Fundação Gaia – Legado Lutzenberger, para ajudar na sua conservação.

Por que conservar a Amazônia é importante?

• Conforme comente Lara Lutzenberger, a Floresta Amazônica sucedeu a formação dos Andes após o choque de placas tectônicas que unificaram ilhotas e grandes lagos intercontinentais, criando a bacia do Rio Amazonas, um imenso manancial hidro geológico propício a evolução de uma biodiversidade fenomenal.
• As espécies de árvores presentes na floresta são muito variadas e incluem exemplares imensos e frondosos, que só são possíveis de se desenvolver ao longo de muitas décadas sob condições ecossistêmicas e climáticas peculiares;
• Na Amazônia, a extração racional e legalizada de produtos como óleos, resinas, frutos e borracha contribui para o sustento de milhares de famílias de extrativistas, além de trazer benefícios para a humanidade, inclusive na área médica.
• Sua enorme biomassa vegetal absorve calor e sequestra grandes quantidades de C02, amenizando os efeitos do aquecimento global.
• No Brasil o colapso da Amazônia atingirá, em primeira mão, o clima das regiões mais habitadas e produtivas, por impedir a formação de verdadeiros rios aéreos, que transferem umidade para outras regiões geográficas. O centro-oeste, sudeste e sul, já estão se tornando mais áridos e sujeitos a tempestades.

Maneiras de ajudar a conservar a Amazônia

Ainda que você more longe, pode ter alguns cuidados para ajudar na conservação da Amazônia – e, de quebra, do meio ambiente como um todo.

1. Apoie projetos a favor da Amazônia

A SOS Amazônia, por exemplo, é uma iniciativa que busca a conscientização ambiental e política da sociedade em relação a maior floresta tropical do mundo, para que a vida humana e a vida animal possam coexistir em paz. Saiba mais .

O movimento Survival International atua em parceria com os povos indígenas para ampliar suas vozes no cenário global e mudar o mundo a seu favor. O trabalho é baseado em relações de muitos anos com centenas de comunidades indígenas ao redor do planeta. Confira. 

O Greenpeace, por sua vez, possui a campanha Salve a Amazônia. Conforme a organização, “Salvar a Amazônia é salvar o planeta. Juntos, vamos conquistar o Desmatamento Zero, a solução viável, rápida e barata para combater as mudanças climáticas”. Veja aqui. 

2. Reduza o consumo de carne

Conforme o movimento People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), a pecuária requer muita terra, alimento, energia e água. Portanto, é interessante diminuir o consumo de carne. Você não precisa se tornar 100% vegetariano, mas pode rever as escolhas que faz na sua alimentação. Uma iniciativa interessante é a Meat Free Monday (Segunda-feira sem Carne, em tradução livre), que sugere a eliminação da carne em um dia da semana.

Lara Lutzenberger comenta: “Na pecuária extensiva tradicional, como a praticada no pampa e na de pequena escala campesina, a criação animal integra os ciclos ecológicos, amplia e diversifica a oferta de alimentos com carne de excelente qualidade e para padrões moderados de consumo, de porções menores e não diárias”.

3. Busque e divulgue informações confiáveis

O site do INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, conta com uma área especialmente voltada a notícias. Outro portal que vale a pena ser conferido é o do Instituto Socioambiental (ISA), organização que procura propor soluções a questões sociais e ambientais com foco central na defesa de bens e direitos sociais, coletivos e difusos relativos ao meio ambiente, ao patrimônio cultural, aos direitos humanos e dos povos.

Você tem alguma contribuição a respeito desse assunto? Comente! Afinal, todas as iniciativas em prol do meio ambiente e das nossas riquezas naturais são válidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *