Abacaxi-roxo: planta linda e fácil de cuidar

Abacaxi-roxo: planta linda e fácil de cuidar

Hoje você vai conhecer um pouco mais sobre uma lindíssima planta ornamental de fácil propagação chamada abacaxi-roxo (Tradescantia spathacea). Apesar do nome popular, ela não produz abacaxis, mas suas folhas em formato de roseta lembram a coroa da fruta. O verso das folhas possui um tom que pode variar do púrpuro ao roxo berinjela. Está procurando uma espécie superfácil de cuidar que vai lhe render muitas mudas? Então fique até o fim deste post e aprenda como cultivar o abacaxi-roxo.

Toda a família Tradescantia é originária da América central e sul do México, sendo muito comum aqui no Brasil e amplamente utilizada como forração até mesmo em jardins e parques públicos. Encaixa-se na categoria de cactos e suculentas, pois seu caule tem aspecto suculento e acumula água. Sua variação mais comum possui a parte superior da folhagem em verde-oliva com rajadas brancas e a parte inferior em uma linda variação de tons arroxeados, mas a Tradescantia spathacea apresenta-se também com folhas totalmente verdes ou com toques de amarelo e vermelho.

Nomes comuns do abacaxi-roxo

Alguns nomes populares da planta são espada-de-iansã, cordoban e berço-de-moisés ou moisés-no-berço. Esses últimos fazem referência à forma como suas flores despontam próximas à base das folhas, em uma estrutura que lembra um bercinho de bebê.

Plantio de abacaxi-roxo

A preparação do substrato para o plantio deve ser uma mistura com 2 partes de terra vegetal e 1 parte de esterco, composto orgânico ou húmus de minhoca. O abacaxi-roxo é uma planta de fácil reprodução, tanto que por vezes é recomendado cultivá-lo em vasos para controlar sua propagação. É necessário apenas destacar as mudas que surgem por baixo da planta a partir do caule e plantar. Também é possível plantar folhas saudáveis que caiam por conta.

ATENÇÃO: a Tradescantia spathacea libera uma seiva que é considerada tóxica e pode causar irritação na pele. Utilize luvas ao manusear.

Rega

Deve ser moderada, de 2 a 3 vezes por semana. A superfície da terra precisa secar um pouco antes da próxima rega.

Luz e clima ideais

Meia-sombra, luz solar filtrada ou ambiente que tenha claridade intensa podendo até receber luz direta nas horas mais amenas do dia. A planta é bastante resistente e se dá bem em diversos climas, não tolerando geada apenas. Também não é indicado cultivá-la a sol pleno em regiões muito quentes ou em épocas de calor muito intenso, pois suas folhas poderão apresentar queimaduras.

Adubação

Realize a adubação com NPK 10-10-10 a cada 3 a 4 meses. Este fertilizante contém proporções de nitrogênio, fósforo e potássio ideais para as fases de crescimento das plantas.

Poda

Será necessário realizar podas de limpeza, retirando folhas e ramos secos e doentes, eventualmente.


Gostou de conhecer esta linda opção de forração para o seu jardim? Ficou com alguma dúvida? Comente aqui embaixo! Curta também nossa página Jardim das Ideias STIHL e fique sempre por dentro das melhores dicas! Até o próximo post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *