Osmanthus fragrans

Osmanthus fragrans

Cultivada pelo mundo afora graças ao perfume frutado de suas flores pequenas, que lembram um pouco o cheiro doce do damasco e do pêssego, é muito prestigiada na culinária chinesa. Lá é aproveitada em bolinhos doces, geleias e licores. Um chá perfumado, chamado Gui Hua Cha, é também muito apreciado. O curioso é que, segundo os indianos, os insetos não gostam muito dessa fragrância, usada por eles como repelente.

Mas, no Ocidente, os perfumes elaborados com os óleos extraídos desta flor, especialmente da variedade thunbergii, que carrega uma tonalidade dourada, são apreciadíssimos. O Cassini, o Oh La La de Azzaro, o Escapade, de Calvin Klein e o muito caro 1000, lançado por Jean Patou em 1972, são os mais conhecidos, entre os muitos que utilizam o aroma do Osmanthus.

Recomendo que esse arbusto de formato colunar, que é quase uma arvoreta, seja plantado orientado ao sol da manhã, em terrenos bem drenados e levemente ácidos. Localizado na entrada de uma residência poderá oferecer sua doçura que tanto encantava Dom Pedro II.

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies.

Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *