Motosserras, manejo sustentável e desmatamento

Motosserras, manejo sustentável e desmatamento

A motosserra é uma ferramenta que tem papel importante no mercado florestal e no sustento de muitos trabalhadores. Porém, é fundamental que ela seja usada da forma correta e legal. Para falar da importância do Dia da Proteção às Florestas, que ocorreu no dia 17 de julho, e explicar um pouco mais sobre o uso das ferramentas motorizadas no contexto das florestas, convidamos a ambientalista e Presidente da Fundação Gaia, Lara Lutzenberger.

Primeiramente, é importante entender a diferença entre desmatamento e manejo florestal. Também chamado de desflorestação ou desflorestamento, o desmatamento florestal implica na derrubada de parte da floresta para indústria madeireira, abertura de pastagens para criação de gado ou demais cultivos agrícolas.

O manejo florestal, por outro lado, é uma maneira ordenada de utilizar ou cultivar a floresta. Conta com regulamentação, consegue ser sustentável e é importante fonte de renda de muitas pessoas. De acordo com Lara Lutzemberger, “o manejo florestal permite acesso a recursos florestais sem comprometer sua capacidade de regeneração. Podem ser cortados desde talhões de um plantio silvicultural até espécies arbóreas de florestas naturais, selecionadas e extraídas individualmente. A recuperação de terras desmatadas da Amazônia, com replantio e manejo de espécies tropicais regionais, pode também contribuir para diminuir a pressão sobre a extração ilegal na floresta íntegra.”

A STIHL é uma marca que, além de ter motosserras recomendadas para o manejo florestal, ainda atua junto a projetos que visam a proteção da natureza. Certa de que as florestas têm papel fundamental no ecossistema global, a STIHL possui uma parceria com o Instituto Floresta Tropical (IFT), organização não governamental líder em técnicas de manejo florestal, que promove o manejo sustentável da floresta amazônica por meio de educação, pesquisa e programas de extensão. Para saber mais sobre a iniciativa, clique aqui.

* Esse texto é uma cocriação do Jardim das Ideias STIHL com Lara Lutzenberger, ambientalista e Presidente da Fundação Gaia – Legado de José Lutzenberger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *