Jardinagem: profissão em alta

Jardinagem: profissão em alta

Sabe o que condomínios, prefeituras, empresas e residências têm em comum? Geralmente esses locais contam com jardins. E para cuidar desses espaços que têm cada vez mais conquistado os brasileiros está o jardineiro.

Conforme o Sebrae, o interesse das pessoas por plantas e sustentabilidade, principalmente em virtude da maior conscientização sobre a manutenção das condições do meio ambiente, representa uma oportunidade para esse segmento de negócio. Harmonizar os ambientes onde as pessoas habitam cotidianamente, seja em casa ou em espaços corporativos, vem se mostrando uma tendência cada vez mais forte – e uma parcela cada vez maior dos gastos da população vem sendo feita na ambientação de espaços urbanos.

Os números de mercado comprovam a força da jardinagem:

  • De acordo com o Instituto Brasileiro de Floricultura (IBRAFLOR), o mercado brasileiro de flores e plantas ornamentais movimentou R$ 8,1 bilhões em 2018.
  • Atualmente, o Brasil figura entre os 15 maiores produtores de flores e plantas do mundo. O setor ornamental – que inclui decoração, jardinagem e paisagismo – se destaca nos índices de crescimento. O consumo per capita anual no Brasil é de R$ 42,00.
  • As plantas ornamentais fazem parte da valorização de imóveis, o que traz boas perspectivas para os mercados de jardinagem e de paisagismo.
  • Dados do Sebrae indicam que o público consumidor deste tipo de serviço é formado principalmente por pessoas das classes A e B, que no Brasil representam mais de 38 milhões de pessoas. Vale lembrar que o mercado consumidor é ainda maior, se considerarmos os apartamentos e edifícios empresariais espalhados pelo Brasil.

Você ama estar em contato com a natureza? Trabalha ou já pensou em trabalhar na área de jardinagem? Procura se especializar nessa área e desenvolver mais habilidades? Conte mais nos comentários.

Um comentário
  1. Gostaria de informações sobre” curso de paisagismo e plantas ornamentais “. E ou afins.Grata.
    Maria Zorina

    1. Ficamos felizes com esse comentário. Agradecemos a confiança e a preferência!

  2. Em função da crise gerada pela pandemia deixei a profissão gráfica para entrar na jardinagem, inicialmente pensei que seria simples, me surpreendeu a quantidade de conteúdo para estudar mas, estou fascinado com a riqueza que há nessa profissão e fiz a escolha certa, com pouco mais de um mês de trabalho (com muito estudo e calos nas mãos), consegui serviço para recomeçar a me organizar e dar prosseguimento nessa nova fase.

  3. tenho muito interesse em entrar para o mundo da jardinagem como uma segunda profissão.

  4. Sou Jardineiro a 15 anos e neste mercado de trabalho 90% das pessoas não valorizam a própria mão de obra,e o brasileiro adora preço e não qualidade que é um erro,um preço justo e um serviço de qualidade vale apena pagar.
    Quando me contratam não é só para cortar grama,mas sim todo o respaldo ao cliente de tudo que for necessário para um jardim de uma forma geral, saudável.
    Fiz o curso completo da Stihl sou muito grato a vocês por reforçar e aprender novas lições, espero por mais cursos.
    Espero um dia(sonho) poder ter todo o maquinário completo da STIHL para Jardinagem profissional,vocês poderiam fazer um consórcio completo de ferramentas para profissionais de jardinagem eu com certeza faria um,seria muito gratificante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *