Hidroponia: alternativa para o futuro dos alimentos

Hidroponia: alternativa para o futuro dos alimentos

Para garantir o acesso a frutas, vegetais e ervas frescas a mais localidades, diferentes soluções estão sendo utilizadas por todo o mundo: fazendas verticais, fazendas robóticas, centros high tech de agricultura… Nesse sentido, a hidroponia tem tido cada vez mais destaque.

História da hidroponia

A hidroponia, na verdade, não é novidade: consiste no uso da água como substrato para plantas. O termo foi utilizado pela primeira vez na década de 30, pelo pesquisador Dr. William Frederick Gericke da Universidade da Califórnia, mas a técnica já era amplamente utilizada – há vestígios de que canais de irrigação já existiam na época da antiga Mesopotâmia.

Hidroponia e o futuro dos alimentos

A técnica está se consolidando como alternativa para produção de alimentos nos tempos atuais justamente porque pode ser aplicada tanto em áreas urbanas como em locais com restrições à agricultura, como solos muito pobres, regiões áridas e áreas muito inclinadas.

Além de facilitar o acesso a alimentos frescos, a hidroponia tem como benefício o controle de pragas e fungos, graças à adubação e nutrição criteriosas que a técnica exige. Por esse motivo, a produção pode ter grande estabilidade. As plantas se desenvolvem sem a utilização de solo, sendo alimentadas através de uma solução nutritiva em água, onde são dissolvidos sais contendo os nutrientes essenciais para as plantas.

Open Food Innovation Summit

Quer saber mais sobre quais são as tendências do mercado da alimentação? Não fique de fora do Open Food Innovation Summit 2020, evento que conta com o patrocínio da STIHL e que vai debater o futuro do alimento. O Open Food Innovation Summit 2020 acontece nos dias 14 e 15 de outubro e será 100% digital e interativo, com mais de 36 horas de conteúdo. Para adquirir o seu ingresso e conferir mais informações sobre os participantes e palestras virtuais, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *