Veja como cultivar pimentas sem segredos

Você sabia que a pimenta possui substâncias que trazem diversos benefícios para saúde?
As pimentas “vermelha”, “dedo-de-moça”, “cambuci” e “murupi” possuem elementos que previnem doenças como câncer, problemas no coração e até diabetes. Além destes benefícios, elas também aceleram o metabolismo e previnem o acúmulo de gordura na região abdominal. Incrível, não acha?
E para você inserir a pimenta na sua alimentação, vamos lhe ensinar algumas dicas para cultivá-las em sua casa. Confira!
Escolha o local!
Procure um ambiente com solo fértil, drenável e plano. Assim como toda a planta, a pimenta necessita de luminosidade e calor, mas lembre-se: ela não suporta umidade excessiva.
Qual pimenta usar? 
Neste caso, sugerimos que você selecione as pimentas mais resistentes, como, por exemplo, “pimenta-de-bode”, “malagueta”, de “cheiro”, “cumari”, “dedo-de-moça”, “pimenta-do-reino”, “vermelha” e “biquinho”. Você encontra essas sementes em floriculturas, mercados e  viveiros. Se você preferir, adquira uma muda – fica mais fácil e prático para serem cultivadas e germinadas.
Semeadura da pimenta
Faça abertura das covinhas para plantar sua pimenta. O melhor é que elas tenham em média 30 cm de profundidade e 20 cm de largura. Deposite pelo menos três sementes dentro de cada espaço e cubra com duas camadas de terra. Para finalizar, regue os canteiros!
Irrigação
Apesar das pimentas sobreviverem com pouca umidade, é ideal você mantê-las regadas na medida certa. Portanto, regue uma vez por semana.
Colha suas pimentinhas
As pimentas podem ser colhidas entre 50 e 90 dias após a semeadura. Quando sua coloração muda e você sente a pele mais macia, é o momento ideal de colher!
É isso! Compartilhe com seus amigos e deixe sua casa decorada e saborosa. Se você gostou fique de olho na nossa página Jardim das Ideias! Abraços.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *