Plantando jabuticabeiras

Jabuticaba é aquele tipo de fruta que impossível comer uma só, tanto pelo tamanho quanto pela gostosura. Poder ter uma árvore destas em casa não precisa ser privilégio apenas de quem mora em sítios ou fazendas. E claro, além dos frutos comestíveis, a árvore possui uma beleza com toque ornamental, com suas frutas pendendo diretamente do tronco, diferente de outras frutíferas, onde os galhos são o que sustentam os frutos.

A primeira dica de cultivo é bastante útil para quem quer apreciar não apenas a árvore, mas também saborear seus frutos: procure viveiros onde você possa adquirir uma planta enxertada. Se você optar pela plantação de sementes, a planta pode demorar até dez anos para frutificar, demandando paciência do cultivador.
Procure plantá-la em um local bem iluminado, com uma distância aproximada de seis metros de outras árvores, para que elas não prejudiquem o crescimento saudável da jabuticabeira.

Agora, se você optar por um vaso, escolha um recipiente com no mínimo 50 cm de largura e 50 cm de altura. Embora não tenha raízes profundas, o ideal é que estejam acomodadas em suportes grandes com um bom volume de terra para se desenvolverem mais adequadamente.

Para que não haja acúmulo de água, crie um dreno na base do vaso. Para isso, faça um furo no fundo do recipiente com dois centímetros de diâmetro. Depois, coloque uma camada de cinco centímetros de argila expandida ou pedra britada, sem tampar o orifício. Por fim, cubra com um pedaço de manta acrílica, seguida por uma camada de cinco centímetros de areia grossa. Sobre esta base, complete o vaso com a terra preparada e plantar a muda.

A jabuticabeira exige irrigação diária para manter as folhas vistosas e produzir flores e frutos, mas não exagere: sempre cheque com a mão a situação do solo onde ela está plantada. Se a terra ainda estiver úmida, não regue. 

Como a copa da planta é arredondada, não demanda podas de formação. Se preferir uma árvore mais alta e retilínea, elimine os ramos laterais finos, cortando-os rente ao tronco. Para uma melhor ventilação e entrada de luz entre a folhagem, retire alguns galhos internos, além dos secos.

E aí, preparados para colher as suas próprias jabuticabas? Queremos saber quem é que já é adepto do cultivo domiciliar desta doce e saborosa frutinha.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *