Pergunta de Teresa Costa

Nome: Teresa Costa
Cidade: RJ – AC
Pergunta: Desde que construí minha casa em Friburgo tenho sido orientada pelo jardineiro e pelo pessoal do horto, que vende as plantas.

Hoje tenho um gramado feio, cheio de pragas, um jardim instável onde as plantas não duram e são trocadas com freguência, e o desenho do próprio espaço não ficou bonito. Parece que ficou meio cheio demais, sem personalidade. Não tenho idéia do que fazer, e também não tenho recursos disponíveis para arcar com um arquiteto paisagista. Não tenho idéia do custo disso também e nem sei como consultar sobre isso.

O pessoal do horto disse que poderíam fazer um projetinho modificando o lay out do jardim, mas temo por mais uma vez não ter a recompensa do custo.

O que vc me sugeriria fazer? Será que através de fotos do jardim seria possível obter ajuda no sentido de compor o jardim de forma mais permanente, bonito e de fácil manutenção?

Para complicar o jardineiro vai embora e preciso de orientação até para saber o que cobrar do próximo que vier.

Atenciosamente
Teresa Costa



Resposta:

Uf, que problemão Teresa.

Sinto na sua mensagem, mais do que uma consulta, um desabafo. Nos conta que teve sempre uma orientação do seu jardineiro e do pessoal que lhe vendia as mudas. Não obstante, toda essa preocupação em esclarecer suas dúvidas não deu os resultados esperados, pior do que isso, gastou dinheiro e empenhou esperanças para colher decepções.

Agora as mesmas pessoas que lhe causaram esse desapontamento estão dispostas a fazer um projetinho e você, claro, está receosa. Também estaria e sabe Teresa? No seu lugar procuraria o auxilio de um profissional, mas um profissional de verdade. Um projeto paisagístico acaba compensado financeiramente porque nele teremos, não apenas algo bonito visualmente, mas especialmente um planejamento duradouro que visa práticas de sustentabilidade, economizando água, minimizando gastos com adubos e defensivos. Sim, porque você quando contrata um paisagista, deve esperar dele algo que vai muito além das elucubrações estéticas, tão comuns naqueles ainda leigos nesta arte.

Acredito que uma consulta médica, vai dar melhores resultados do que apenas perguntar ao balconista da farmácia. Sei que a orientação de um advogado é bem mais segura que pedir os conselhos daquele cunhado super esperto. Exemplos como estes são infinitos. E seguramente o paisagista também aparece como alguém que está preparado tecnicamente, para dar um apoio maior.

Tente com alguém que possa lhe dar essa tranqüilidade, essa confiança. Desde aqui sempre estarei pronto para dar dicas e informações.

Um abraço grande.
Raul.

Data da pergunta: 25/10/2009 18:02:40

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *