Pergunta de Mercedes Eulalia Rodrigues

Nome: Mercedes Eulalia Rodrigues
Cidade: Sorocaba – AC
Pergunta: Bom dia Raul. Conheci hoje esse site, gostei muito e ja me cadastrei, pois adoro meu jardim e voces vão me ajudar muito. Parabéns! Um dos jardins que tenho fica num canto bem sombreado da casa com avencas, lirios,samambaias e xaxins. Esse jardim dá para uma sala de tv, só que não consigo deixar a porta aberta pela quantidade de pernilongos e murissocas que vêm nos picar. Já passei muitos inseticidas tipo spray, mas resolve por pouco tempo. Pensei até em tirar o jardim de lá, mas tenho dó! O que devo fazer? Obrigada Mercedes



Resposta:

Ânimo!, Mercedes,

 

Não desista desse jardim. Uma dica interessante é usar um pedaço de casca de laranja no aparelho repelente plugado na tomada. Não utilize inseticidas químicos, pois estes eliminam os predadores naturais, como sapos, lagartixas, aranhas, patos e morcegos insetívoros.

 

Atualmente o pesquisador André Wilke, da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP), trabalha com um método para o controle desses insetos.

Ele se caracteriza pela produção de exemplares geneticamente modificados para liberação em regiões infestadas por pernilongos ou muriçocas, a fim de controlar sua população.
No trabalho, descrito na dissertação de mestrado "Controle genético de mosquitos Culex quinquefasciatus", defendida na FSP há 3 anos, com apoio da FAPESP na modalidade: Bolsa de Mestrado, o pesquisador adaptou procedimentos da técnica de Liberação de Insetos Carregando Gene Letal Dominante (RIDL, na sigla em inglês), que utiliza micro injeções de genes em embriões de mosquitos. A técnica consiste na produção de insetos com um gene letal.

 

Realmente acho que qualquer iniciativa que não prejudique o Meio Ambiente é bem vinda.

 

Abraços,

Data da pergunta: 07/04/2011 9:15:59

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *