Pergunta de luiz carlos rocha de oliveira

Nome: luiz carlos rocha de oliveira
Cidade: itaboraí – AC
Pergunta: Oi Raul,

Por gentileza, gostaria de saber quanto tempo leva para um coco anão germinar. Fiz uma sementeira em minha casa com aproximadamente 60 nozes, mas decorridos 60 dias nenhuma brotou. Estou regando as sementes todos os dias em dois turnos.

No início deixei as sementes completamente cobertas por terra e todas na posição vertical, nos últimos 20 dias deixei somente 2/3 delas coberto por terra. Será que isso influenciou?

Abraço,

Luiz



Resposta:

Olá Luiz,

As sementes do coqueiro-anão devem ser colhidas de boas matrizes. Elas devem apresentar aparência boa e produção farta, além de estarem livres de pragas e/ou doenças; o tronco precisa ser reto, as cicatrizes foliares pouco espaçadas, ter um bom número de folhas (mais de 30), os cachos com bastantes frutos, os quais devem ser bem apoiados sobre a base das folhas, com o pedúnculo curto e muitas flores femininas. Os frutos devem ser suculentos e de sabor agradável.

As sementes devem ser coletadas completamente secas com aproximadamente 11 a 12 meses de idade e posteriormente estocadas para completar a maturação. É recomendável um período de estocagem de 10 dias, para essas sementes dos coqueiros anões. Deve-se selecionar aquelas de tamanho médio, arredondadas e que tenham água no seu interior.

 

20 cm de profundidade é o ideal e são distribuídas na posição horizontal e/ou vertical nos canteiros, com uma densidade de 10 a 15 sementes por m2 permitindo assim que, depois de germinadas, fiquem no canteiro até que apresentem o desenvolvimento suficiente para serem transplantadas.

Cuidado com as ervas daninhas, principalmente gramíneas, por ser hospedeira de insetos vetores de doenças como a “podridão seca” do olho do coqueiro.

O uso de uma adubação orgânica (estercos composto etc.), associada a uma cobertura morta das sementes é uma boa opção para obtenção de mudas de qualidade sem a utilização de fertilizantes químicos. A cobertura morta diminui o impacto produzido pela variação repentina de temperaturas e retém a umidade no solo, estimulando a germinação. A utilização de uma adubação foliar, no inicio da estação mais quente e depois da brotação, à base de uréia (2%) pode ser feita, com o objetivo de melhorar a coloração das folhas, já que lhes fornece nitrogênio.

A necessidade de água nesta fase é de 6 a 7 litros de água por m², no início da manhã e no final da tarde.

O transplante, em média, é feito a partir do quinto mês, quando as mudinhas são plantadas no local definitivo, com 3 a 4 folhas, em média. Neste momento as raízes devem ser podadas deixando as mudas na sombra até o momento do plantio, que deve ser rápido. O ideal é fazer isto em dias nublados.

Boa sorte Luiz!

Data da pergunta: 30/08/2011 14:53:20

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *