Pata-de-elefante: saiba mais sobre esse arbusto!

Pata-de-elefante: saiba mais sobre esse arbusto!

O nome pode até ser curioso, mas
uma coisa é certa: a pata-de-elefante é muito usada em projetos de paisagismo.
Se você também ficou querendo saber mais sobre esta espécie, então este post é
para você! Preparamos uma série de 10 dicas que vão lhe deixar super informado.
Confira:

– Para começar a pata-de-elefante
apesar da semelhança com as palmeiras, é considerada um arbusto ou arvoreta.

– Ela também é semelhante a uma dracena, mas o
tronco dilatado na base, lhe rendeu o nome popular de pata-de-elefante.
– O tronco com base dilatada permite armazenamento de água. Ou seja, esta é uma
adaptação que faz com que ela sobreviva por longos períodos de seca.

– Suas folhas são coriáceas
(duras), achatadas, longas e recurvadas, com margens ásperas. Já as flores se produzem
somente nos exemplares mais antigos. Geralmente as inflorescências são com
flores pequenas e esbranquiçadas.

– O cultivo deve ser sob sol
pleno em solo fértil, bem drenável e com rega em períodos espaçados, para
evitar o apodrecimento das raízes. Uma característica bacana desta planta é que
ela tolera calor e frio, ou seja, pode ser cultivada em todo país.

– Quando jovem, pode ser
conduzida em ambientes internos, em locais meia sombra.

– A multiplicação pode ser feita
por estaquia ou por sementes produzidas apenas nas plantas fêmeas.

– O crescimento é mais lento em
vaso, por isso raramente a troca de vaso é necessário.

– A pata-de-elefante alcança uma
altura média de 3 a 5 metros.

– Geralmente, a planta é usada de
forma isolada ou em pequenos grupos em projetos de paisagismo. Como exige pouca
manutenção, é ideal para que não vai contar com assessoramento contínuo de um
profissional especializado.

Gostou
de saber mais sobre esta planta? Escreva nos comentários nomes de outras
plantas que despertam sua curiosidade!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *