Os jardins do aeroporto de Cingapura

Changi foi escolhido o Aeroporto do Ano, além do título de melhor do mundo em áreas de lazer, de 2010

 

Em contrapartida, por aqui, continuamos de cabeça quente por causa da nossa infraestrutura aeroportuária, especialmente se considerarmos os eventos esportivos de 2014 e 2016, a Copa do Mundo e as Olimpíadas respectivamente, que aumentarão o fluxo de passageiros nos terminais brasileiros. No ano passado os dois maiores aeroportos do país, Guarulhos e Congonhas, em SP, somaram mais de 42 milhões de passageiros, com um crescimento de 23,22% em relação a 2009. Na mesma pesquisa, Guarulhos foi o mais bem avaliado, ficando na posição 121° entre os 215 aeroportos internacionais avaliados. Nem imagino qual será o aumento de utilização nos próximos anos, em especial nas épocas em que o Brasil será sede dessas competições.

E como comparar faz parte da natureza humana, não posso evitar o confronto entre os serviços prestados por aqui e aqueles que são oferecidos lá fora, para aqueles que viajam a negócios ou por puro prazer. Examinando os principais aeroportos do mundo, chamou minha atenção o de Cingapura. Vocês sabem que essa cidade-estado soberana é a 5º mais rica do mundo em termos do PIB (PPC) per capita. Pois bem, o aeroporto Changi, como é chamado, foi considerado, numa pesquisa, aquele que melhor tratava seus usuários, proporcionando o melhor lazer para os passageiros que precisam aguardar conexões entre voos.


Piscina em Changi

Uma das formas de ocupar o tempo é aproveitando o tour gratuito oferecido pelo aeroporto, que passa pelos principais pontos turísticos da ilha. Desse modo é possível aproveitar serviços como: hotel, academia de ginástica com piscina, uma boa massagem (tradição por lá), cinemas e espaços com música ao vivo. Tudo oferecido gratuitamente.


Jardim das borboletas

Mas o que chama a atenção são os seis jardins. Um deles com uma parede verde de 6 metros de altura, com plantas, carpas e queda d’água e os outros com diferentes tipos de plantas: bambus, cactos, samambaias e o de orquídeas que é maravilhoso. Outro de 330 metros quadrados é lar de mil borboletas de 47 espécies e de 200 plantas carnívoras e insectívoras. A trilha ecológica também inclui jardins de girassóis e de fragrâncias, com plantas aromáticas como a ylang-ylang, um dos principais ingredientes do perfume Chanel No. 5.


Jardim das orquídeas e das carpas

O Cingapura Changi recebe cerca de 42 milhões de passageiros por ano (o mesmo número que a soma de Guarulhos e Congonhas), transitando entre mais de 200 destinos internacionais. Aproximadamente 90 companhias aéreas operam os cinco mil voos semanais no aeroporto. A explicação de tudo isto, além da posição socioeconômica da população, é que esse território, que foi domínio britânico até 52 anos atrás, é um destino turístico enorme, recebendo todos os anos mais de 10 milhões de pessoas que procuram recreação. De alguma forma podemos fazer um paralelo com eles: a EMBRATUR estima, para este ano, 9 milhões de visitantes passando pelos aeroportos brasileiros, e só no primeiro trimestre o crescimento foi de 22,5% de chegadas internacionais.

E o que tem tudo isto a ver com jardinagem e paisagismo? Muito! Creio que os profissionais envolvidos com essas atividades devem olhar com atenção os aeroportos asiáticos que dão uma atenção de relevo a seus jardins. Os terminais aéreos de Seul, Hong Kong, Kuala Lumpur, Beijing e Bangkok, que figuram entre os dez melhores do mundo, estão localizados nesse continente e valorizam suas áreas verdes.

Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *