O solo ácido brasileiro

Com as chuvas frequentes, o solo é molhado e lavado em
excesso, assim perdendo o seu cálcio e magnésio naturais. A ação da água faz
com que esses elementos sejam trocados por hidrogênio, alumínio e manganês,
deixando o solo do local mais ácido.

Uma maneira de descobrir se a acidez está elevada é observar
a vegetação. Capim barba-de-bode e sapé são indicadores naturais de um pH de,
no mínimo, 4,5. Em casos como esse a adubação não é funcional, pois pouco se
aproveitará.

Há a possibilidade de fazer tratamento com calcário dolomítico,
mas esse é um processo que requer tempo e paciência, normalmente sugerido para
áreas maiores, como campos de plantação. Outros fatores que podem deixar o solo
ácido são: a erosão e o cultivo contínuo de vegetais (pois eles precisam dos
nutrientes ali presentes para o seu desenvolvimento).

Fonte: Jardim de Flores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *