O potássio e as plantas

Há uma sigla que designa os macronutrientes de primeira ordem, isto é: os elementos mais essenciais para o desenvolvimento vegetal.

 

Essas três letras são: NPK e servem para quantificar a porcentagem de N (nitrogênio), P (fósforo) e K (potássio). Por exemplo: 10-10-10, equivalem a 10% de nitrogênio, 10% de fósforo e 10% de potássio. Os 70% restantes são excipientes, substâncias que servem para ligar os elementos. Quando compramos NPK 4-14-8, teremos 4% de nitrogênio, 14% de fósforo e 8% de potássio, os 74% restantes correspondem, também, a esses excipientes.

O paisagista ou jardineiro escolherá a fórmula que melhor se aplique às necessidades da planta.
Mas, vamos abordar o terceiro elemento, o potássio. Sua ação promove folhas, flores e frutos mais firmes e dá maior resistência às doenças, ao frio e à seca, esta última porque diminui a transpiração. Intensifica a coloração dos frutos e retarda o apodrecimento. Favorece a produção de açucares e de amido e eleva o pH do solo.

Em solos arenosos o potássio se esgota mais rápido que naqueles de consistência argilosa e é essencial nas plantas bulbosas e tuberosas, como os lírios, amarílis e narcisos.

Cloreto de potássio, sulfato de potássio e cinzas de madeira, principalmente, suprem a deficiência deste elemento.

TIPO DE ADUBONPK
Algas Secas0.80
0.502.30
Cinzas de Madeira0.00
0.0015.00
Composto Orgânico1.60
1.500,50
Esterco de cavalo0.54
0.230.54
Esterco de gado0.40
0.200.44
Esterco de Ovelha0.83
0.230.67
Esterco de pombo1.75
1.801.00
Esterco de porco0.45
0.190.60
Esterco de galinha1.63
1.550.80
Farinha de ossos1.00
28.000.00
Farinha de peixe5.00
9.003.00
Farinha de peixe13.00
0.000.00
Torta de mamona 5.00 
1.001.00

 

Como se vê acima,as cinzas de madeira são riquíssimas em potássio, e podem ser usadas na mistura com outros produtos naturais para controle de pragas e até de algumas doenças. As cinzas de madeira provenientes de lareiras, churrasqueiras ou de fogão a lenha (livres de gordura e/ou sal) são uma ótima fonte de potássio para os horticultores orgânicos, pois a utilizam na prevenção de pragas. As cinzas das cascas de banana, limão, pepino e cacau possuem também, alto teor de fósforo. Elas podem ser provenientes, além da madeira, de ossos, frutas ou outra origem orgânica; por não conter metais pesados ou qualquer outro contaminante favorecem os jardins de modo natural.

As cinzas de madeira podem ser acrescentadas às pilhas de compostagem, mas perdem muito de seu valor se ficar expostas ao excesso de chuva, pois o potássio lixívia facilmente.
Antigamente era uma prática comum queimar a mata abrindo uma clareira, para aumentar o rendimento das culturas. Desse modo, as cinzas, incorporavam potássio acelerando as brotações. Felizmente o costume foi abandonado já que afetava a rica camada orgânica, com sua micro fauna, representada pelas bactérias benéficas, como os rizóbios presentes no solo e fundamentais ao desenvolvimento das raízes.

Autor: Raul Cânovas
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *