Neve-da-montanha (Euphorbia leucocephala)

Neve-da-montanha (Euphorbia leucocephala)

Uma ótima planta para se cultivada na caatinga brasileira.

Euphorbia leucocephala
Foto: Euphorbia leucocephala

Sua origem é um tanto incerta, contudo é freqüente observa-la em regiões tropicais. Em Brasília que fica a uma altura de, aproximadamente, 1.000 a 1200 metros acima do nível do mar, com o inverno seco e frio, vi uns exemplares nos jardins do Ministério do Exercito; Burle Marx usou os leiteiros em áreas ensolaradas e apesar do pouco cuidado dispensado atualmente, a esse projeto do genial paisagista, as mudas sobressaem encantando o visitante.

É uma sábia escolha para ser cultivada na caatinga nordestina e em todos aqueles locais onde a água é escassa.

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies.

Autor: Raul Cânovas

Nome botânico: Euphorbia leucocephala
Nomes comuns: leiteiro-branco, cabeleira-de-velho, cabeça-branca, neve-da-montanha, flor-de-criança, chuva-de-prata.
Família: Euphorbiacea.
Características: arbusto semi-herbáceo, ou arvoreta, muito ramificado e de copa globosa.
Porte: 1,5 a 4m de altura e cerda de 2 a 3m de área.
Fenologia: outono e inverno.
Cor da flor: brácteas brancas (perfumada).
Cor da folhagem: verde-clara.
Origem: sul do México, Guatemala, Honduras, El Salvador e Nicarágua. Segundo alguns botânicos é nativa da África Equatorial.
Clima: tropical/ subtropical (não tolera geada e é sensível a ventos).
Luminosidade: sol pleno (tolera pouca sombra).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *