Jatropha podagrica

Jatropha podagrica

jatrofa, tártago, pinhão-bravo, batata-do-inferno, perna-inchada

Seu aspecto incomum, e até um tanto grotesco graças ao seu tronco dilatado, chama muito a atenção, especialmente das crianças, sempre em busca de extravagâncias e bizarrias. Suas flores pequenas, formando numerosos ramalhetes, parecem vivos recifes de coral no meio do jardim e foram usadas tempos atrás no México e Estados Unidos para produzir tinturas vermelhas.

Elas despontam no meio das folhas grandes, coriáceas e com tonalidade chamativa, permitindo-lhe um lugar de destaque nos jardins de cactos e suculentas, com solos bem drenados, complementados por pedras e formando patamares com diferentes alturas. Os frutos verdes e globosos completam uma silhueta muito original desta planta que não pode faltar no paisagismo das regiões secas ou com estiagens prolongadas. O nome deriva do grego iatros, médico e trophe, alimento e pous (podagrica) significa pé inchado.Contem uma substancia tóxica, a curcina, tornando-se venenosa se ingerida; entretanto atrai uma grande variedade de borboletas.

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies.

Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *