Identificador eletrônico de árvores

Pesquisadores da Universidade de Columbia e da Universidade de Maryland, nos EUA, desenvolveram um software

 

O Leafsnap consegue fazer um reconhecimento “visual” através da própria câmera do celular, tirando uma simples foto, que ajuda a identificar espécies a partir de fotos de folhas. Ele é o primeiro de uma série de guias de campo eletrônico a ser desenvolvido nesta nova tecnologia. O aplicativo contém imagens em alta resolução de flores, frutos, pecíolos, sementes e cascas de essências arbóreas e, por enquanto, seu campo de ação está resumido a Nova Iorque e Washington DC, mas os pesquisadores que trabalham no projeto prometem para breve cobrir todos os Estados Unidos.


Leafsnap

O interessante da engenhoca é que qualquer pessoa poderá, no futuro, brincar de botânico, facilitando muito o respeito à biodiversidade, já que possibilitará o plantio de espécies menos conhecidas e a difusão de árvores nativas nos diferentes biomas brasileiros. Isto, evidente, quando estiver à disposição no nosso mercado. O Leafsnap foi inspirado nos trabalhos desenvolvidos por Pedro Belhumeur e David Jacobs, dos departamentos de Ciências da Informática da Universidade de Columbia e da Universidade de Maryland, respectivamente, que desenvolveram o programa de reconhecimento facial através de imagens. O professor John Kress, chefe do departamento de Botânica do Instituto Smithsonian foi o responsável pela ideia de pedir a colaboração desse pesquisadores para construir um sistema identificador que conseguisse fazer o mesmo com vegetais de modo automático e imediato. O trabalho em conjunto rendeu frutos permitindo, depois de coletar fotos e desenhar códigos, que tudo funcionasse bem.


O botânico John Kress

A vantagem do projeto é que o aplicativo é gratuito e a intenção é que continue assim, atraindo mais usuários e pessoas interessadas em usá-lo. Ele pode ser de grande utilidade, não apenas no seu uso cotidiano, mas no caso de estar perdido na selva e precisar saber se determinada planta oferece frutos comestíveis ou se é venenosa.

Mas o melhor de tudo é que vocês não vão precisar mais de mim para saber o nome de alguma planta. Todavia, vou continuar a ser útil quando queiram saber o que fazer com ela!

Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *