Flores comestíveis

Além de ajudarem na apresentação dos pratos as flores comestíveis estão ficando cada vez mais populares na culinária brasileira. Além de saborosas e refrescantes elas são pouco calóricas, pois 95% da massa das pétalas das flores contêm água, e trazem vitaminas A, B e C.

Cada flor tem uma peculiaridade, algumas são mais adocicadas, outras mais amargas, algumas quase não têm gosto e cumprem apenas a função de deixar o prato mais bonito. Abaixo vamos listas algumas flores que podemos encontrar em nossos jardins e que podem muito bem acompanhar os ingredientes que temos na cozinha.
A mais popular delas é a capuchinha. Ela é toda comestível, de suas flores as folhas, é muito requisitada devido ao seu colorido, e pelo sabor que lembra o agrião. A capuchinha é rica em vitaminas A e C e sua flor é rica em carotenoide, substância que auxilia na prevenção de doenças da visão.

Na calêndula apenas as flores podem ser ingeridas. Ela pode perfeitamente substituir o açafrão em diversas receitas. Desidratadas as pétalas podem ser usadas como corante em caldos, queijos amarelos, manteiga e bolos.
A flor de jambu aguça os sentidos e cria uma boa sensação de dormência e formigamento para, em seguida salgar o paladar.
Acrescente a flor de manjericão em um molho de pesto para acompanhar a entrada do seu jantar, ou então inclua o ingrediente na salada.
Nativo da Europa e Ásia Ocidental, o amor-perfeito contagiou o mundo inteiro. Além de lhe serem atribuídas propriedades diuréticas, é muito requisitado para saladas e sobremesas.

Mas atenção: só consuma flores comestíveis que sejam orgânicas, ou de procedência conhecida. As compradas em floriculturas são para ornamentação e podem conter substâncias químicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *