Excesso e falta de água: as conseqüências para as plantas

Crédito Decoração para casa

Juntamente com a poda e a adubação do solo, a irrigação é um aspecto fundamental para o bom desenvolvimento das plantas.

Consequências de excesso de água

– Surgimento de doenças fúngicas como ferrugem, antracnose
– Apodrecimento das raízes (comum em bulbosas e plantas com pratinho)
– Carência de nutrientes (por lavagem do substrato)
– Apodrecimento do broto apical (muito comum em pata-de-elefante)
– Apodrecimento do caule (comum em cactáceas)
– Morte Súbita
– Murchamento e escurecimento das folhas
– Pintas negras nas folhas
– Cogumelos no substrato
– Raízes curtas e pouco resistentes à estiagem (comum em gramados)
– Infestação por pragas
– Moscas e mosquitos no solo

Consequências de falta de água

– Folhas freqüentemente enroladas ou murchas
– Raízes secas e quebradiças (orquídeas)
– Crescimento deficiente
– Folhas amareladas
– Pontas das folhas secas
– Murchamento de folhas suculentas (rosas-de-pedra)
– Folhas enrugadas
– Frutificação fraca ou inexistente
– Ausência de floração
– Floração precoce e insatisfatória
– Abortamento floral
– Acúmulo de sais e adubos na superfície do solo e borda do vaso

Fonte: Jardineiro.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *