Dombeya wallichii

Dombeya wallichii

astrapéia, assônia, dombéia

Com uma aparência impar, por causa da copa larga e as folhas grandes e aveludadas, tornou-se muito popular pelo mundo afora. Seu crescimento é rápido e propicia uma sombra fantástica, já que o porte é relativamente baixo, permitindo estender uma rede e tirar uma boa soneca depois de um almoço regado generosamente com vinho. As flores pendentes, com a forma de pompom, tem fragrância delicada e permanecem no pé mesmo depois de secas. Lembro ter visto, em uma praça em Porto Alegre, em pleno verão, uma dombéia com 14 metros de diâmetro de copa. Embaixo dela a temperatura era fresca e agradável, apesar dos 38º reinantes aquele dia.

O gênero homenageia o naturalista francês Joseph Dombey (1742 – 1794). É bom pesquisar outras espécies do mesmo gênero, há variedades de flores brancas, outras cujas flores são eretas e muitas outras.

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *