Dia do Jardineiro

 


Amanheceu chuvoso meu jardim.

Respingado de perfumes…

…no meio de um coral de sapos que coaxava…

…como que festejando junto às raízes das árvores sedentas.

Longo inverno que as obrigou a arrastar-se, depois de tanto sol!

Hoje, jardineiro, poderás contentar te acarinhando musgos.

Mas, amanhã, pacientemente, cultiva o solo, banha as folhas…

…e arranca o que causa dano; no teu jardim e não teu coração.

Pragas surgirão, enchentes e troncos caídos.

Contudo não desanimes, ele precisa de você

Amando o jardim, amas a vida.

Las Pozas, Xilitla – México. Jardins criados por Edward James.

Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *