Curiosidades e dicas de cultivo do Lírio-da-paz

Originário da América Central, o lírio-da-paz (Spathiphyllum wallisii) assim como o antúrio e o copo-de-leite, pertence à família das Araceas, que traz como marca principal formas exóticas e elegantes, com inflorescências belas e harmoniosas. É uma planta de porte altivo e elegante. Suas folhas, de um verde intenso, contrastam com o branco puro de suas flores.

O clima ideal para seu cultivo deve ser moderadamente úmido, com temperaturas entre 20 e 27 graus. Quanto à luminosidade, recomenda-se que o lírio-da-paz não fique exposto ao sol direto, pois isso causa o amarelamento de suas folhas e bloqueia seu desenvolvimento. Por outro lado, locais com pouca iluminação devem ser evitados, porque a falta de luminosidade deixa as folhas alongadas em excesso, muito finas, fragilizadas e reduz acentuadamente a floração.

A terra para o cultivo deve ser úmida, mas nunca encharcada. Para saber se a quantidade de água está correta, o ideal é colocar a mão na terra: se ela estiver secando, faça a rega. Como procedimento geral, recomenda-se irrigar duas vezes por semana durante o verão e uma vez por semana no inverno.

Por sua capacidade de se desenvolver bem em ambientes internos, é uma espécie muito indicada para ser cultivada dentro de casa, desde que receba bastante luminosidade e que o local seja bem ventilado, mas protegido de ventos fortes. Uma das vantagens do uso do lírio-da-paz na decoração de ambientes internos é que esta planta funciona como uma espécie de purificador biológico, ajudando a eliminar componentes tóxicos eventualmente liberados no ar.

Para manter a beleza de suas folhas, recomenda-se pulverizá-las periodicamente com água, eliminando a poeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *