Conheça mais sobre as Dálias

Com certeza você já viu as dálias por aí. Lindas e cheias de
cor, são plantas oriundas do México mas facilmente encontradas em solo
brasileiro. Elas se destacam pois não exigem plantio elaborado e seu cuidado é
básico, se proliferam rapidamente  e
possuem vida longa. Devido a todos estes atributos, atualmente estão na lista
de flores mais procuradas nas floriculturas. Que tal encher seu canteiro com
estas lindezas? Confira algumas dicas para cultivar dálias na sua casa!

Prefira plantar durante a primavera

Prepare o solo com adubo no outono e opte por  plantar durante a primavera, pois esta estação
facilita a multiplicação dos tubérculos e sua floração. Faça buracos no solo de
10 a 15 cm de profundidade (menor se for semente, maior se for mudinha).
Utilize compostos,  farinha de osso e
fertilizantes naturais para potencializar o cultivo.  A cor de suas dálias deverá ser definida
conforme as condições climáticas em que for exposta.

Faça estacas para auxiliar o crescimento da planta

As dálias (com exceção das anãs) podem crescer de 30cm  a 1,5m de altura. É importante utilizar
gravetos ou pedaços de cana como suporte para formar uma estaca e fazer com que
a planta conte com este auxílio para se desenvolver. Se houver necessidade,
amarre gentilmente parte da muda para ficar bem acoplada à estrutura criada.

As dálias precisam de água apenas uma vez por semana ou
conforme a umidade de onde você mora, é preferencial molhar uma vez a cada 14
dias. Não regue suas folhas e flores, apenas na região do caule, pois o excesso
de água pode fazer com que a planta apodreça. As dálias gostam de muita luz, mas
atenção: escolha um local para plantá-las onde os raios de sol não incidam
diretamente nas plantas, pois isso pode ser prejudicial.

Com estas dicas você se tornará um mestre no cultivo de
dálias! Com estas belas flores, seu jardim despertará olhares e elogios.

Curtiu
o post? Não esqueça de compartilhar com os amigos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *