Como identificar e prevenir fungos em árvores

Este
post é especial para quem gosta de plantar árvores no jardim. Se identificou?
Continue lendo nosso post até o fim! O fungo é uma das doenças mais
corriqueiras em árvores e identifica-los pode ser, na maioria das vezes,
difícil. Para reconhecer um fungo, além de uma boa olhada analítica, é
necessário verificar o ambiente ao redor da sua planta. O desenvolvimento dos
fungos está altamente associado ao entorno de onde a árvore infectada está
localizada, pois sem as condições ideias de crescimento, ele não seria capaz de
se manter. Os fungos mais comuns em árvores incluem fungo mel, bife fungo e fungo
tinder.

Fungo
mel
Este
fungo cresce na madeira da árvore e em pequenas colônias aglomeradas. A parte
superior desde parasita é em forma de tampa marrom-amarelada, esporos brancos e
possui aspecto úmido e pegajoso. Sua forma pode variar de convexa a cônica com
uma depressão no centro.

Bife
fungo
O
fungo em questão é de coloração marrom-avermelhada e de superfície áspera. A
parte inferior é branca e com poros. Tem este nome pois quando cortado, um suco
vermelho escuro sai de seu interior e por conta da sua textura, se parece com
carne.

Fungo
Tinder
Este
fungo é conhecido como “cavalo casco”. Desenvolver círculos coloridos e anéis.
Estes fungos são firmes e resistentes, persistindo por muito tempo vivos.

Como
prevenir:

O
maior combate é sempre a prevenção e a manutenção de uma árvore saudável, não
é? Para evitar estes desagradáveis intrusos, use fertilizantes e compostos
orgânicos, faça podas, utilize materiais como tesouras e outros aparatos de
jardinagem higienizados e também prepare receitinhas como a calda sulfocálcica
e espalhe no tronco e raiz da árvore. Esta calda é composta por cobre e cal e
estes dois elementos devem estar em temperaturas baixas para serem misturadas e
juntos possuem princípios ativos que ajudam no combate a fungos e pragas. Aposte
na substância para cuidar de suas árvores!

Se gostou da publicação, não esqueça
de compartilhar! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *