Cactos coloridos

Os cactos se
tornaram os queridinhos de quem procura por plantas que não precisam de muitos
cuidados. Mas imagina agora quando encontramos espécies coloridas! Daí sim não
tem como não se apaixonar! Ao contrário de que muita gente pensa, esses cactos
coloridos não são pigmentados artificialmente, o que deixam eles ainda mais
encantadores, concorda?

 


Os tipos de
cactos que possuem cores diferentes do verde são os Gymnocalycium mihanovichii e os Chamacereus silvestrii. No primeiro, por causa da
falta de clorofila, o verde tradicional dos cactos dá lugar ao vermelho,
laranja ou amarelo. O problema é que como a clorofila é indispensável para a
fotossíntese, essas mudas morrem facilmente, a não ser que sejam enxertadas em
outros cactos (que possuem clorofila).

 


Os Gymnocalycium produzem mudas muito facilmente,
mesmo quando enxertados. As mudas podem ser enxertados para uma nova base,
perpetuando a planta. Mesmo os melhores enxertos duram somente alguns anos;
como a base cresce mais rápido do que o cacto, após esse ponto, a diferença de
velocidade entre os dois se torna grande para o enxerto crescer em conjunto, e
os dois se separam. Os Chamacereus também
são originários da Argentina, e são conhecidos popularmente por cacto-amendoim.

 

Para cultivá-los
você precisa tomar alguns cuidados específicos, já que os cactos coloridos são
mais sensíveis. No solo, por exemplo, use substrato mineral bem permeável com
pouca matéria orgânica. Já a rega deve ser moderada e diminuída durante o
inverno. Mas o mais importante ainda é que você não pode deixá-los expostos por
um longo período à luz direta do sol (principalmente no verão), o ideal é
cultivá-los em meia-sombra.

 

Apesar de serem mais frágeis, vale a pena tentar! O
que você acha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *