Brunfelsia uniflora

Brunfelsia uniflora

Curiosamente, suas flores, claream as pétalas a partir do violeta-escuro até ficarem totalmente brancas. As nuanças e o perfume intenso atraem um lepidóptero conhecido como borboleta-do-manacá. Essa borboleta deposita seus ovos apenas nas folhas dessa planta, que é o único alimento de suas larvas.

Agora, como se não bastasse o colorido que a florada desta planta apresenta, vêm a se somar as asas da borboleta pintadas de amarelo, branco e preto, com áreas pequenas totalmente translúcidas; dando a impressão que estamos contemplando um vitral gótico, arrancado de uma catedral medieval.

Autor: Raul Cânovas

Nome científico: Brunfelsia uniflora.
Nomes comuns: Manacá-de-jardim, Manacá-de-cheiro, Geretataca, Romeu-e-julieta, Mercúrio.
Sinônimos estrangeiros: Caágamba, Jasmin del Paraguay – em espanhol.
Família: Solanaceae.
Características: arbusto ou arvoreta com copa colunar, com flores muito perfumadas.
Porte: 3 m de altura e 1,5 m de diâmetro de copa.
Fenologia: primavera e verão.
Cor da flor: violeta, depois se tornam brancas.
Cor da folhagem: verde médio.
Origem: Mata Atlântica do sul do país, Chaco úmido paraguaio e Esteros del Iberá e selva de Las Yungas, no norte Argentino.
Clima: temperado e subtropical.
Luminosidade: sol pleno ou sombra parcial.
Observação: aprecia frio moderado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *