Benefícios do abacaxi

Essa fruta tropical é uma das
mais famosas no Brasil. Se você precisa de alguns ótimos motivos para incluir o
abacaxi na sua dieta diária, separamos os benefícios proporcionados por essa
fruta. Você vai ficar com água na boca!

O abacaxi pode ser consumido cru,
em sucos ou na culinária em forma de doce ou acompanhamento. Além do seu gosto
ácido, ele também possui um alto nível de carboidratos, nutrientes e vitaminas.
Faltando vitamina A, vitamina C, vitamina B, zinco, magnésio, fósforo, cálcio
ou ferro? O abacaxi pode ser uma ótima fonte complementar para você.

Outro benefício do abacaxi é o
seu índice calórico. Ao consumir 100 gramas da fruta, você ingere apenas 50
calorias. Para quem está cuidando da alimentação, o abacaxi pode ser uma boa
escolha para os lanches entre as refeições.

O estômago é um dos órgãos mais
beneficiados pelo consumo de abacaxi. A bromelaína é um tipo de enzima presente
no abacaxi que ajuda a quebrar as partículas de proteína. Ela é conhecida por
atuar como um agente de neutralização, evitando a acidez no estômago. Logo, um
dos benefícios do abacaxi é acalmar a mucosa do estômago e dos intestinos.

A bromelaína ainda tem mais uma
ação no organismo. Ela ajuda na supressão da tosse e no descolamento do muco
durante os resfriados, ajudando na limpeza do pulmão. Contando isso e a
quantidade de vitamina C presente na fruta, o abacaxi se torna tão eficaz na
prevenção de resfriados quanto a laranja.

Problemas com a pele? Um dos
benefícios do abacaxi é sua ação anti-inflamatória, ajudando no tratamento da acne,
rosácea, dermatite, eczema e psoríase. O abacaxi também protege o coração!
Dentre os benefícios do abacaxi está a quantidade de potássio e cobre presentes
na fruta. Esses dois elementos desenvolvem um papel importante no sangue,
auxiliando na sintetização de células vermelhas e no controle da pressão
arterial.

Bons motivos para começar a
consumir mais abacaxi? Quais são as suas receitas favoritas com essa fruta
deliciosa? Conte para a gente!


Fonte: Saúde dica; Revista Viva Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *