As plantas mais resistentes da natureza (parte 01)

Algumas espécies de
plantas resistem às condições climáticas mais extremas, desde sol intenso,
sombra constante, pouca água e até mesmo donos inexperientes. Mesmo assim, elas
se mantêm fortes e de pé. Conheça algumas variedades que preenchem pelo menos
um desses requisitos:

CACTOS: eles gostam de
muitas horas de luminosidade direta e pouca água, por isso não tenha dó de
deixá-los no sol e regar a cada sete ou dez dias. Por essas características
eles são espécies perfeitas para se manter nas áreas externas.

CLÚSIA: podendo ser
cultivada à beira-mar, local que outras plantas não resistem, ela suporta de
sol pleno até meia sombra, mas necessita de regas periódicas. As suas flores
brancas também se tornaram conhecidas como “cebola da mata”.

IÚCA: de fácil
adaptação, essa planta se dá bem desde locais fechados até o sol pleno. Essa
espécie não necessita de regas frequentes e é aconselhado que o solo esteja
sempre seco. Em locais fechados, suas plantas costumam acumular muito pó, por
isso devem ser limpas com frequência.

HERA-BATATA: resiste
a climas variados, ela aguenta desde sol intenso até meia sombra, podendo ser
usada, também, como forração, trepadeira ou pendente.

DASILÍRIO: pouca
rega e sol intenso, esse é o segredo para manter essa planta saudável, mas é
necessário tomar cuidado na hora do manuseio, pois suas hastes serrilhadas
podem machucar. Recomenda-se que a plantação dela seja em locais de pouca
circulação, principalmente de crianças e animais.

LANÇA-DE-SÃO-JORGE:
iluminação indireta ou sol constante, essa planta de crescimento lento é muito
resistente. As regas podem ocorrer uma vez por semana, mas é necessário que o
vaso em que esteja possua boa drenagem, pois o acúmulo de água na parte
inferiro pode causar o apodrecimento das raízes.


BULBINE: a aparência
delicada e frágil engana os olhos. Essa flor tolera uma ampla faixa climática,
desde cultivo em sol pleno até mesmo na sombra parcial, mas é necessário que as
regas sejam periódicas para ele tenha um bom desenvolvimento. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *