As coisas essenciais do jardim

Há uma série de elementos que considero substanciais em uma paisagem construída

 

E para que se considere importante, quase fundamental, esse elemento deve possuir três condições: equilíbrio harmônico, compromisso com o ambiente e longevidade.

1.Equilíbrio harmônico


Paisagem com touro (Tarsila do Amaral)

Cada planta deve guardar a sabedoria de seu próprio equilíbrio e a de conciliar sua estética com a do conjunto a seu redor. O segredo da paisagem bem elaborada está em não oscilar bruscamente as formas e tons, compensando isto de forma sutil, tendo em conta que arte é a combinação plástica dos opostos que se complementam, como se encaixassem suas diferenças para criar o todo. O Princípio da Proporção confirma que, onde quer que várias partes formem um sistema, um todo, é obrigatório prestar atenção em cada parte, caso contrário corremos o risco de que tanto essas partes, não consideradas, quanto o todo sofram uma desigualdade na proposta de conjunto.

Acho que quando pensamos em colocar uma árvore, um arbusto, ou uma planta qualquer, devemos imaginá-lo como um elemento de integração e não como um individuo que deverá governar o espaço. Por isso é melhor dominar nossos arrebatamentos do que tentar comandar a natureza. Talvez usá-los para conectar-nos melhor com esse pedaço de solo que receberá o jardim. Isto não quer dizer que iremos compreendê-la, saber do que ela precisa, mas podemos humildemente aceitá-la e assim acabaremos por sintonizar-nos com a natureza de modo despretensioso. Não é obrigatório saber de todos os meandros dessa força ativa, como da mesma forma é improvável perceber com total consciência o porquê de nosso amor por ela. Isto é irrelevante, o amor não se explica e a natureza sabe compreender nossa insignificância frente a seu poder planetário.

2.Compromisso com o ambiente


Clima
 

Chamamos ambiente o conjunto de condições que influenciam no comportamento das espécies que nele irão desenvolver-se: a luz, o clima, a água, o solo ou os outros seres vivos que com ele coabitarão. Por outro lado, o aspecto sociocultural, que contempla a maneira de ser das pessoas desse ambiente, também é importante. Elas absorvem, naturalmente, a cultura do local, que inclui o conhecimento, as crenças religiosas, os valores, as atitudes e comportamentos e o modo de pensar, muitas vezes regionalizados e intimamente ligados à paisagem. É necessário o compromisso de se vincular com a vocação do espaço e com as vontades intrínsecas das mulheres e dos homens que irão usufruir dele. Quem cumpre com essas obrigações é responsável por algo que influenciará as futuras gerações, deixando um legado ambiental a ser aproveitado. Entretanto o profissional que ignora as tendências do ambiente e os desejos dos que nele habitam não se compromete e poderá ser julgado de irresponsável, quando o conjunto implantado falhar.

3.Longevidade


Picea abies
 

Quando pensamos em vida longa, logo nos vêm à imaginação pessoas centenárias ou prédios muito antigos. Entre estes últimos, sem a menor dúvida, a pirâmide de Quéops, com 4.500 anos é a construção mais antiga. Porém há na Terra longevidades maiores representadas pelas árvores que vivem em vários pontos do planeta, como o jequitibá de mais de 3.000 anos de Santa Rita do Passa Quatro – SP; o pinheiro chamado de Matusalém, na Califórnia, com mais de 4.600 anos e uma Picea abies, na Suécia que, segundo cientistas da Universidade de Umea, tem 9.550 anos.

Isto reafirma a tese de que a natureza prevalece de modo muito interessante e mesmo quando todas as espécies sucumbam no decorrer do tempo, irão deixando seus descendentes que, se forem respeitadas as condições mencionadas no tópico anterior, manterão intacta a ideia original da paisagem. Por conseguinte é vital pensar na adequada utilização de cada árvore e de cada arbusto que colonizará a área. Há até modismos, sempre efêmeros, entretanto não podem ser levados a sério nas práticas paisagísticas.

Existem outros elementos que devemos considerar, mas ficam para uma próxima.

Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *