Árvores para sombrear estacionamentos

Alguns cuidados devem ser observados no momento da escolha da espécie, que deverá crescer junto às vagas dos carros


Estacionamento do Terminal Multimodal de Campinas

É sempre assim: os motoristas procuram, salvo nos dias de chuva, um lugarzinho protegido do sol forte, nos estacionamentos abertos dos shoppings, clubes, hospitais ou qualquer outro lugar onde se precise deixar o carro nessa área demarcada, muitas vezes disputadíssima, dependendo dos horários.

Geralmente são construídos usando asfalto ou pisos intertravados de concreto, que aumentam a temperatura em 50% nas horas de sol a pino. A pavimentação asfáltica é um betume sólido e escuro que absorve o calor nesse retângulo de 5,30m x 2,30m, reservado para o veículo.

A solução é o plantio de árvores cujas copas densas e globosas absorvam o calor e os raios solares, porém elas precisam de algumas propriedades que as qualifiquem para a função. As folhas não podem ser muito pequenas para não entupir as grades de ventilação do capô. As flores de algumas espécies, como é o caso da quaresmeira, são tintoriais e podem manchar a lataria. Seus frutos devem ser secos e pequenos, como os da peroba-rosa (Aspidosperma cylindrocaron) evitando acidentes com escorregões ou até prejuízos com para-brisas quebrados, como acontece em Belém do Pará, por causa das mangueiras que sombreiam a cidade. Os troncos precisam ser retos, desprovidos de pontas ou espinhos, com copas começando a 2,30 m do solo, no mínimo.


Estacionamento do campus I do Cefet-MG, em Belo Horizonte

Por sorte temos muitíssimas árvores com características vantajosas para serem utilizadas no sombreamento dos estacionamentos externos, mas cuidado com esses detalhes observados e também com as raízes delas. É comum se referir a uma espécie lenhosa dizendo que é agressiva porque suas raízes afloraram e levantaram a calçada, ora bolas! Agressivo foi quem a plantou em um espaço impróprio para seu desenvolvimento. Não se pode imputar a culpa a essa árvore por soltar suas raízes do mesmo modo que o fez desde sempre. Ela apenas segue uma tendência natural praticada há centenas de anos por sua espécie e isto não lhe deve ser impedido com podas ou mutilações. Quando o sistema radicular é superficial e expansivo a planta necessita de espaço para seu desenvolvimento e um estacionamento não é o local apropriado para ela. Espécies com raízes pivotantes devem ser preferidas.

Por tudo isto é que se deve selecionar criteriosamente as essências florestais que irão minimizar os efeitos do sol e do calor.

Aqui algumas capazes de um bom desempenho, já que sendo nativas são resistentes às pragas e doenças, toleram solos pobres e não possuem princípios tóxicos:

NOME BOTÂNICONOME POPULAR
Senna macrantheramanduirana
Allophyllus edulischal-chal
Vitex montevidensistarumã
Cupania vernaliscamboatá
Patagonula americanaguaiuvira
Trichilia clausseniicatiguá
Cordia trichotomalouro-pardo
Luehea divaricataaçoita-cavalo
Cassia leptophyllafalso-barbatimão
Inga marginataingá-feijão
Lonchocarpus muehlbergianusembira-de-sapo
Nectandra rigidacanela-ferrugem

 Autor: Raul Cânovas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *