A planta que caça moscas: Dionaea muscipula

Nativa das regiões pantanosas dos Estados Unidos, a dionéia (nome científico Dionaea muscipula) é uma planta carnívora, herbácea e de pequeno porte – atinge no máximo 15 centímetros de altura.  Também conhecida como Vênus-caça-moscas e Vênus-papa-moscas, a dionéia requer uma manutenção um pouco especial. Confira as dicas que preparamos. 
Como cuidar da Dionaea muscipula? Veja essas cinco orientações: 
• Diferente de outras espécies, a planta suporta regas constantes especialmente nas estações mais quentes. No entanto, o recomendado é que ela seja molhada com água destilada ou água da chuva. Os sais presentes na água da torneira são prejudiciais para a maioria das plantas carnívoras.
• O solo ideal para a dionéia é uma mistura de areia e esfagno, tipo de musgo que nasce na beira de lagos e riachos.
• É importante que a planta seja cultivada sob bastante luminosidade. 
• O inverno é o período em que as dionéias entram em dormência. As folhas ficam fracas e podem secar nessa estação. 
• A dionéia pode ser propagada através de sementes ou folhas. Porém, vale lembrar que a espécie está ameaçada de extinção em virtude da coleta excessiva, poluição e destruição do seu habitat. 
Caçadora de insetos: 
A Dionaea muscipula tem um formato curioso, que lembra uma mandíbula com dentes. Dentro dessa “boquinha” há um néctar que a planta produz para atrair pequenos insetos. Uma vez que algo é detectado se movendo na armadilha, a planta se fecha. Esse processo consome bastante energia da dionéia, por isso a armadilha não funciona com pedras e gotas de chuva, por exemplo. A digestão da presa dura uma média de 10 dias. 
Você tem alguma dúvida sobre a Dionaea muscipula? Deixe aqui nos comentários. E se esse post ajudou você, lembre-se de compartilhá-lo com seus amigos que gostam de plantas carnívoras. Até a próxima! 
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *