Passo-a-passo

Saiba como cultivar a flor de lótus

O lótus é uma planta aquática, mas seu cultivo não é tão difícil quanto parece. Considerada sagrada na Ásia, a flor possui uma série de significados religiosos. No budismo, por exemplo, simboliza a vida eterna e a renovação. As flores se formam no verão, são rosadas ou brancas.

Crédito: Culturamix

O lótus se desenvolve melhor em curtos de água lentos ou lagoas de água doce, vivendo em locais de pouca profundidade. Enraíza-se no fundo lodoso. Pode ser cultivada em lagos, tanques e espelhos de água, a pleno sol. Aprecia o frio ameno e floresce mais nessas condições.

Como cultivar a Flor de Lótus

1. A espécie precisa ser plantada por meio de sementes. A casca das sementes, opaca e dura, deve ser aberta com a ajuda de uma faca de ponta fina para que o interior (camada branca) possa dar origem à primeira ramificação da flor.
2. Depois de abertas, as sementes devem germinar em um recipiente de vidro com água mineral morna. A planta deve ser deixada em um local que recebe algumas ho...

17 de abril de 2014

Nenhum comentário

Passo-a-passo

Saiba como montar um mini jardim de cactos e suculentas

Crédito: Pedacinho de Jardim

Você tem pouco tempo para cuidar das plantas, mas gostaria de ter um jardim em sua casa ou apartamento? Que tal um mini jardim de cactos e suculentas? Os dois tipos de plantas são ideais para lugares muito quentes ou secos e resistentes a poucas quantidades de água.

Anote as nossas dicas e faça seu próprio jardim de cactos e suculentas:

1º preparo do solo: essa é a parte mais importante, pois a drenagem é o ponto principal na hora de garantir a saúde das plantas. Suculentas e cactos se desenvolvem muito bem em solos com boa drenagem. Utilize, portanto, areia e terra adubada na proporção 2x1.

2º Cobertura do solo: também auxilia na drenagem. Opte por pedras britas de diferentes dimensões.

3º Escolha das plantas: cactos e suculentas possuem uma gama variada de texturas, formatos e cores. Escolha plantas diferentes para compor seu jardim. Algumas maiores, outras mais rasteiras. Você pode escolher um exemplar de cactos maior para ser o ponto focal do ...

14 de abril de 2014

2 comentários

Passo-a-passo

Como se livrar dos pulgões

Crédito: bol

Na semana passada recebemos a pergunta do Alexandre. Ele identificou que as folhas de sua planta estavam enroladas, o que pode ser sintoma do ataque de pulgões. Os insetos sugam as folhas e são porta de entrada para outras doenças.
Separamos algumas dicas para eliminar os pulgões. Anote:

1. Caso a infestação esteja no início, você pode fazer a poda dos ramos infestados e descarta-los.
2. Se você observar a presença de inimigos naturais, como larvas e adultos de joaninhas e do bicho lixeiro, eles darão conta da eliminação da praga.
3. A chuva é uma alternativa eficaz de combate ao pulgão. Métodos naturais de controle devem ser sempre priorizados, mas se for necessário o uso de agrotóxicos, faça-o com orientação técnica para evitar perigos à saúde das pessoas e animais e outros problemas ambientais.
4. Você também pode utilizar uma receita caseira. A primeira opção é a calda repelente de água com sabão. Se não funcionar, utilize a calda de fumo (tem a receita aqu...

09 de abril de 2014

Nenhum comentário

Passo-a-passo

Conheça os fatores principais na elaboração de um projeto de paisagismo

Crédito primecursos

Alguns fatores e informações são fundamentais na hora de planejar um jardim ou um pomar. Você deve averiguar as condições do solo, planejar a escolha das plantas de acordo com o clima de sua região, por exemplo. Separamos os principais fatores que você deve levar em conta:

Tipo de clima: determina as opções possíveis de planta, seja as ornamentais ou frutíferas.

Topografia: Determina as condições do terreno, o traçado geral do projeto e a necessidade de adaptação ou alteração da paisagem natural.

Vegetação nativa: Se você conhece a vegetação nativa da região, terá informações também sobre a fertilidade do solo. As nativas também podem servir de base para selecionar novas espécies.

Tipo de solo: A composição do solo (textura, estrutura e fertilidade) ajuda a prever as técnicas e insumos que deverão ser utilizados, assim como para determinar as espécies de plantas que se adaptam bem ao local. Já explicamos em outro post, algumas dicas para avaliar os tipos d...

02 de abril de 2014

Nenhum comentário

Passo-a-passo

Como fazer mudas por estaquia

Crédito radiotirol.com.br

A propagação de mudas por estacas é muito utilizada em plantas ornamentais e frutíferas. O método é simples e consiste no plantio de um ramo ou folha da planta, a partir do qual se desenvolvem novas raízes. Veja como fazer:

Estaquia de ponteiro: utilizada para plantas ornamentais
Escolha ponteiros laterais fortes, saudáveis e sem flores (estacas com tamanho de 7 a 12 cm). Remova as folhas da parte inferior e coloque a estaca na água ou em composto preparado na hora. Deixe em local quente e úmido.

Estacas semilenhosas: as estacas semilenhosas são tenras no ápice e firmes na base. Ideal para a reprodução de mudas de arbustos.
Escolha ramos saudáveis e sem flores (estacas de 10 a 15 cm). A base das estacas deve estar um pouco lenhosa. Retire as folhas da parte inferior e corte as folhas restantes pela metade, para evitar a transpiração e gasto energético excessivo da planta. Remova uma lasca da base, aplique hormônio enraizador em pó e plante. Coloque ...

01 de abril de 2014

3 comentários

Passo-a-passo

Como multiplicar plantas por alporquia

Processo de alporquia
Crédito Felipe Steinthaler

Na semana passada, recebemos a pergunta da Luciane. Ela queria saber se é possível fazer a multiplicação de um pé de louro utilizando o método da alporquia. A resposta é sim. Por isso separamos informações e dicas sobre como realizar este método. Confira:

* A alporquia é geralmente utilizada em plantas nas quais a estaquia não funciona. Este método nada mais é do que o enraizamento de um ramo quando ele ainda está preso na planta mãe.

* Na alporquia, a estaca continua recebendo água e nutrientes da planta e por isso não precisa utilizar somente suas reservas. Torna-se, portanto, um método mais eficiente.

* As plantas indicadas para a alporquia são: Azaléia, Cerejeira, Cipreste, Pitangueira, Romã, Jabuticabeira, Azevinho, Camélia, Laranjeira, Macieira, Nogueira-pecan, Pereira, Gardênia, Magnólia, Roseira, Dracenas, Comigo-ninguém-pode, Ficus, Filodendro, Monstera, Cróton, Falsa-arália, Tuias e Pinheiros.

*Como fazer: para da...

26 de março de 2014

3 comentários

Passo-a-passo

Dicas sobre como plantar sementes: como escolher os recipientes e as espécies

Recipientes alternativos para plantio de sementes
Crédito fujiro.com.br

Produzir mudas por meio de sementes é uma tarefa muito simples, mas exige alguns cuidados fundamentais. Anote as dicas que separamos para você:

* O plantio pode ser feito em bandejas, tubetes, vasos ou saquinhos próprios para mudas. Você também pode aproveitar embalagens de garrafas pet, caixas de leite, latas, caixas de ovos. O tamanho do recipiente é uma parte fundamental: dele depende também o tamanho esperado para a muda na época do transplante. Para mudas de árvores e arbustos opte por um recipiente maior. Para flores anuais, temperos e hortaliças escolha os menores.

* Algumas plantas são pouco resistentes ao transplante: neste caso plante direto no local definitivo. Prepare bem os canteiros e dispense os recipientes. Ex. cenouras.

* As sementes escolhidas devem ter boa genética e livre de pragas e doenças. Escolha as sementes tendo como base o local de origem das plantas e a estação do ano. Algumas...

18 de março de 2014

4 comentários

Passo-a-passo

Receitas caseiras para controle de pragas e fungos

Separamos algumas receitas fáceis e baratas de fazer: elas são muito eficientes no controle de diversas pragas e doenças, como ácaros, pulgões, lagartas, cochonilhas, etc. Lembre-se que o primeiro passo é identificar corretamente qual o problema que está prejudicando sua planta. Para isso, você pode consultar um engenheiro agrônomo ou mesmo escrever para a gente.

Dissuloção do sulfato de cobre é primeiro passo na preparação da calda bordalesa

Algumas doenças podem ser evitadas com pequenos cuidados, como: evitar tesouras mal esterilizadas, lixo acumulado e proliferação de ervas daninhas.

Calda de Fumo

Ingredientes: 50 gramas de pó de fumo e 1 litro de água.

Como preparar: Pique o fumo em pedaços bem pequenos e coloque em uma panela com a água. Ferva a mistura por 25 minutos. Depois, acrescente a solução adesiva, mexa bem, tampe a panela e espere esfriar. Coe a calda e pulverize sobre as plantas. O princípio ativo é muito volátil, por isso o ideal é utilizar a calda no mesmo d...

11 de março de 2014

8 comentários