Planta da Semana - Trepadeiras

Bougainvillea

Nada melhor do que iniciar a semana com muita cor e muita flor. Isto é o que não falta quando falamos em Bougainvillea, conhecida popularmente como três-marias, primavera, sempre-lustrosa ou ainda flor de papel.

A Bougainvilla é uma trepadeira lenhosa e tem florescimento abundante. Suas folhas são pequenas, lisas, levemente alongadas e brilhantes. As flores são pequenas e projetadas, de coloração amarelo creme e envolvidas em brácteas róseas. Pode ser usada como arbusto, uma pequena árvore, cerca-viva ou como trepadeira – funciona perfeitamente em pérgulas.

Para o cultivo o solo deve ser fértil e previamente preparado, o que pode ser feito com adubos químicos ou orgânicos, e sempre a sol pleno.

Originária do sul do Brasil ela é capaz de suportar baixas temperaturas e até mesmo geadas. É uma planta que requer podas de manutenção e de formação, que também auxiliam e estimulam seu florescimento.
 

...
13 de maio de 2013

14 comentários

Planta da Semana - Trepadeiras

Princesa-dos-cipós

Uma escolha interessante para revestir muros ou telas aramadas, orientados em direção do sol nascente.

Embora rústica, floresce melhor em climas úmidos, livres de frio intenso. Seu crescimento é rápido requerendo condução logo após o plantio. Em pouco tempo apresentará uma folhagem brilhante e densa, vedando totalmente.
 

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies.

Autor: Raul Cânovas

08 de fevereiro de 2010

9 comentários

Planta da Semana - Trepadeiras

Conheça o Cipó-de-ouro

Conhecida como Cipó-de-ouro ou Marmelinho, está planta do Cerrado é uma ótima opção para decoração do jardim.

A riqueza florística do Cerrado é, ainda, pouco conhecida. Pena, os paisagistas precisam estar atentos, já que esse bioma produz uma vegetação com grande potencial ornamental.

O cipó-de-ouro é um digno representante dessa região biótica, é uma opção interessante para ser plantada no pé de árvores de grande porte ou em grades extensas.

Para presentear-nos com uma abundante florada precisa de sol pleno.

Autor: Raul Cânovas

25 de janeiro de 2010

8 comentários

Planta da Semana - Trepadeiras

Passiflora

Uma planta com propriedades tranquilizantes.


Foto: Jurema Oliveira.

Quando os padres jesuítas chegaram ao Paraguai em 1588, descobriram na flor, desta trepadeira, os símbolos do martírio de Jesus: a coroa de espinhos, os três pregos, com que foi pregado na cruz, as cinco chagas e as cordas com que foi amarrado no Calvário.  Os Guaranis ficaram sensibilizados coma explicação da Igreja, sendo esta uma das formas usadas para catequizá-los.

Independente das crenças, o maracujazeiro é uma trepadeira que com suas gavinhas - órgãos de fixação - consegue “vestir” pérgulas e caramanchões, criando ambientes simpáticos e adequados para relaxar. Não podemos esquecer de que seu fruto contém um principio ativo conhecido como passiflorina, que tem propriedades tranqüilizantes.

Autor: Raul Cânovas

21 de dezembro de 2009

6 comentários

Planta da Semana - Trepadeiras

Antigonum leptopus

Esta trepadeira deve seu nome botânico a uma princesa grega, filha do rei Édipo e da mãe deste, Yocasta. Tomando conhecimento da relação incestuosa que cometera com sua mãe, vazou os próprios olhos e partiu, junto com Antígona, para o exílio. Longe de Tebas ela se transformara na fiel companheira deste homem cego, pobre e mergulhado na desgraça. Por esse motivo, ela figura na mitologia como símbolo de amor filial. Sófocles escreveu esta tragédia 400 anos antes de Cristo.

Chama-la carinhosamente de amor-agarradinho me parece precedente e também justo já que traduz corretamente sua nomenclatura cientifica e seu comportamento como planta, que cresce sempre abraçada aos suportes onde vegeta.

Na umbanda é conhecida como flor de pai Xangô, e força de Iansã Menina.

Seus gigantescos tubérculos de até 7 kg, são comestíveis no México; o sabor lembra um pouco o de nozes.

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies

Autor: Raul Cânovas

 

...
08 de setembro de 2009

5 comentários

Planta da Semana - Trepadeiras

Clitoria ternatea

Seu nome é alusivo ao formato da flor e, as raízes, quando usadas na forma de chá são emenagogas, ou seja, provocam a menstruação. Quiçá este seja um motivo pelo qual esta trepadeira seja tão ligada ao mundo feminino, à sensualidade e a fertilidade. Nas regiões próximas do Golfo de Bengala é utilizada na adubação verde e, nas margens dos rios, onde crescem espontaneamente, seus frutos caem na água ajudando a dispersão das sementes pegajosas que ficam aderidas a certos animais garantindo, assim, a germinação de novas plantas.

Os malaios da Ilhas Halmahera, Ceram e Buru, nas Molucas, tingem seus pareos de azul usando as pétalas de suas flores, desta forma suas vestes combinavam melhor com o anil marinho que os rodeia.

Confira a ficha completa na Biblioteca de Espécies.

Autor: Raul Cânovas

19 de agosto de 2009

6 comentários