Como controlar a expansão dos liquens nas árvores

  • 15 de setembro de 2009
  • Categoria: Dicas


Foto: Ferran Nogués 

Os liquens são organismos formados pela associação de um fungo com uma alga e aparecem colados em todo tipo de superfície: telhas, troncos, pedras, na terra e nas estátuas que estejam localizadas em locais sombreados pelas copas das árvores. Habitam dos trópicos ao ártico, onde não cresce praticamente nada.

Olhando através de um microscópio, um pedacinho de líquen, observamos duas plantas distintas: uma alga verde, ou levemente azulada e um fungo que tem filamentos rodeando a superfície dura da alga. Esta alga tem clorofila, por isso produz energia que recebe do sol e a divide com o fungo que fornece alimento mineral e abrigo. Esta parceria permite que o líquen viva milhares de anos.

São mais ou menos trinta mil variedades que vivem em todas as situações imagináveis: no deserto, na mata, na água doce, nas rochas à beira mar, e para alimentar-se retiram nutrientes de qualquer lugar, inclusive do vento.

Às vezes são um tanto abusados e cobrem quase que totalmente os troncos de arbustos e árvores. Nesse caso, para evitar a asfixia da planta, é aconselhável controlar sua expansão limpando o tronco e os galhos com uma escova dura, de nylon ou de arame ou ate com uma luva áspera de carneiro. Quando as infestações tomaram conta de uma superfície maior da árvore, pode-se passar pasta bordalesa na região com uma brocha.

Autor: Raul Cânovas

Posts Relacionados

Comentários
Voltar para a página inicial