Redescobrindo Espaços

  • 11 de junho de 2010
  • Categoria: Dicas

Ultimamente, talvez por mera curiosidade, tenho acompanhado o tempo no mundo em uma coluna diária do caderno cotidiano da Folha de São Paulo. É interessante observar que, apesar da primavera no hemisfério norte, Berlim, Copenhague, Helsinque, Oslo, Montreal, Toronto e muitas outras cidades continuam suportando temperaturas baixas, especialmente se comparadas com as nossas, que já estamos chegando ao finalzinho de outono.

Aqui, no Brasil, de norte a sul, a sensação térmica nunca é inferior a 12º, nas madrugadas de outono. Apesar desse frio dos diabos, lá, na Europa, Canadá, Estados Unidos e também nos países asiáticos fazem uma força enorme para levar uma vida normal. Há poucos dias recebi um catálogo de uma empresa italiana que vende móveis, luminárias, pérgulas e um sem fim de complementos para a decoração de ambientes externos, é uma lista descritiva com duzentos e quarenta páginas que a Unopiú publica anualmente, oferecendo seus produtos, só para deixar os jardins mais aconchegantes.

Eu me pergunto: se lá, que faz tanto frio, as pessoas se preocupam em deixar essas áreas bem decoradas, porque aqui ainda não descobrimos totalmente o prazer de viver mais tempo no jardim. Deveríamos descobrir novos hábitos como fazer o desjejum no pátio e aproveitar para atrair um sabiá com um pedaço de mamão ou dar um mergulho rápido na piscina, antes de ir ao escritório. No nosso clima podemos nos dar o luxo de jantar quase que diariamente no jardim ou no terraço, ler na varanda, enfim tirar mais partido de tudo o que nos rodeia aproveitando as condições meteorológicas de nosso país.

Ambientar uma área externa não é apenas plantar arbustos e flores, já que construímos piscinas e churrasqueiras, somos responsáveis também pela transformação desses espaços. Imagine um abrigo construído em ferro ou madeira coberto de trepadeiras (cuitelos, amor-agarradinho, turbinas e jasmins-italianos que florescem agora) e debaixo dele, mesas e cadeiras para desfrutar de um bom churrasco. Pense naquela parede sem graça, como ficaria interessante depois de uma mão de tinta e recebendo uma estante para por objetos, também pequenos painéis e até quadros podem ser pendurados. Invente maneiras para que os muros externos sejam tão charmosos quanto os da sala de estar.

Outro aspecto que sempre me preocupou são os vasos, estou cansado de ver casas com móveis e tapetes de bom gosto, onde são usadas peças grosseiras como recipientes para plantas. Hoje são fabricados e até importados jardineiras, potes, ânforas e cachepots feitos nos mais diversos materiais e com acabamentos de todo tipo. Se ter uma planta bonita é importante, também é necessário que ela esteja dentro de um vaso elegante ou pelo menos simpático. Tenho certeza que você nunca serviria para seus convidados, um jantar com iguarias em pratos de lata ou de plástico.

Por tudo isso, solte sua criatividade e transforme seu jardim, seu pátio ou sua sacada no lugar mais encantador da casa.
 

Posts Relacionados

Comentários
Voltar para a página inicial