Conheça sobre a encantadora orelha-de-gato

Com a correria do dia a dia, ter um jardim pode demandar bastante tempo e espaço, mas nós temos a solução para isso: suculentas. Elas são lindas, versáteis e ajudam na decoração de ambientes, além de consumir pouca água e viver bem em espaços internos.  Entre as espécies de suculentas, hoje vamos falar sobre a orelha-de-gato (Kalanchoe tomentosa). Você já conhece?

Originada de Madagascar, a planta possui esse nome pois suas folhas são espessas, carnosas e cobertas por pequenos pelos brancos, que dão um aspecto aveludado – como a pelagem de um gato. Em suas pontas existem manchas escuras que delineiam o formato, trazendo a ela um visual único e raro. 

Para cultivar a sua orelha-de-gato em sua casa, confira essas dicas: 

1. Para obter mudas de Kalanchoe tomentosa é necessário que você separe as touceiras ou faça estaquia das folhas;

2. Prepare uma mistura de terra comum e proteja o fundo do vaso com pedrinhas para que a facilite a drenagem. 

3. A rega deve ser feita somente quando o solo estiver seco. As suculentas possuem uma grande quantidade de água interna - quando regada em excesso a planta pode apodrecer. O mesmo pode ocorrer quando utilizado prato sob o vaso. Tome cuidado!

4. A planta prefere ambientes secos com bastante luminosidade (no mínimo 4 horas de exposição), solo rico em nutrientes e matéria orgânica;

5. A melhor época para realizar a adubação é no período de crescimento que ocorre na primavera/verão.

6. A sua floração* ocorre entre o fim do verão e o inverno. Elas se formam em hastes com cerca de 30 centímetros e se dividem em diversos ramos. 

*Um fato interessante é que a planta gasta muita energia para isso acontecer, por isso, após o nascimento das flores, ela passa por um longo período em repouso, com um aspecto assimétrico e diferente. Não se apavore! 

Curtiu a publicação? Compartilhe com seus amigos e mãos à obra. Até a próxima!

Posts Relacionados

Comentários
Voltar para a página inicial