Aprenda a cultivar a azulzinha

  • 20 de abril de 2017
  • Categoria: Dicas
Os apaixonados por jardinagem não abrem mão da cor e beleza em seus espaços. Quer uma alternativa linda e com cultivo básico? Aposte na azulzinha (nome científico: Evolvulus glomeratus)!
 
Esta planta, de nome que sugere sua coloração, é uma flor rústica típica brasileira e que facilmente se adapta aos mais diferentes solos. Ela possui uma penugem branca ao redor de suas pétalas, dando um aspecto aveludado, puro charme para enfeitar seu jardim, não acha? 

Para cultivá-la, procure um local de pleno sol ou que receba no mínimo 4 horas de luz diariamente. O solo deve ser preparado com uma parte de terra vegetal, a outra de areia e o restante de composto orgânico (húmus de minhoca ou esterco também funcionam). Molhe as mudas todos os dias nos primeiros estágios, mas tome cuidado para que o solo não fique encharcado, pois se isso acontecer poderá ocasionar apodrecimento das raízes e atrair fungos.  

Os galhos da azulzinha se tornam lenhosos com o passar do tempo e você poderá fazer estacas para fazer mudas da plantinha na poda anual. Corte a ponta do galho na diagonal e enterre a estaca no solo preparado com a mesma mistura inicial. Com a umidade da terra correta, logo as folhas se soltarão e você poderá colocar as mudinhas no local definitivo. 

A azulzinha é ótima para regiões litorâneas, pois aceita bem os solos salinos típicos destas localidades. Só atente para a geada e o pisoteio, as flores são delicadas e podem não resistir.

Curtiu conhecer mais desta plantinha? Compartilhe o post com os amigos! Até o próximo. ? 

Comentários
Voltar para a página inicial